Novas contratações para o ensino básico

Fonte Agência Brasília 01/03/2013 às 21h
 
Novas contratações para o ensino básicoFoto: Roberto Barroso
 

Governador Agnelo Queiroz empossou 1.429 professores e anunciou abertura de concurso com mais 854 vagas para a área

Com o compromisso de resgatar a qualidade do ensino público no Distrito Federal, nesta sexta-feira (1º), o governador Agnelo Queiroz, acompanhado pela primeira-dama, Ilza Queiroz, deu posse a 1.429 professores da educação básica, de um total de 1.688 convocados. Na solenidade, ele também anunciou a realização de concurso público, ainda este ano, com 854 vagas efetivas para contratação de profissionais para o ensino básico.

Os professores empossados vão reforçar o quadro de pessoal da Secretaria de Educação em 29 disciplinas. A medida beneficiará cerca de 500 mil alunos matriculados nas 652 escolas públicas do DF.

"Só alcançaremos uma educação de qualidade com professores de carreira. Nunca uma gestão convocou tantos concursados de uma única vez. Essa turma nova que vai atuar em nossas escolas vem com garra e determinação e, com certeza, ajudará muito na melhoria do ensino público do Distrito Federal", afirmou o governador.

"Temos, agora, a oportunidade de fazer o que mais gostamos, que é ensinar com o sentimento de valorização. Trabalhando como efetivo, vamos contribuir ainda mais para a formação de cidadãos e novos profissionais", destacou a professora de atividades , moradora de Taguatinga, Daniela Machado, 39 anos.

O prazo final para que todos os 1.688 aprovados se apresentem para efetivar o cargo é dia 5 de março. Se as 259 vagas remanescentes não forem preenchidas dentro desse período, uma nova convocação será feita, por ordem de classificação.

Mais professores – Durante solenidade de posse dos novos professores, o governador assinou o edital de abertura de concurso público para 854 vagas para e educação básica. Dessas, 804 são para professores, e outras 50, para especialista em educação básica, com ênfase em monitoria educacional.

As provas serão realizadas ainda neste ano, e os aprovados, convocados até 2014. Haverá cadastro reserva para as duas áreas. "Essas novas contratações são fruto do empenho e de reivindicações da categoria. Foi preciso reduzir despesas para que pudéssemos contratar em áreas essenciais como Educação, Saúde e Segurança Pública", explicou Agnelo Queiroz.

Entre 2011 e 2012, foram nomeados 1.807 profissionais para a Educação, entre professores, auxiliares e equipe administrativa. Com os novos empossados, esse número subiu para 3.495 profissionais.

Compromisso – Para o Secretário de Educação, Denilson Bento da Costa, a ampliação do número de professores mostra o compromisso do governo em valorizar o papel do educador.

"Um novo tipo de escola pública só é possível com professores bem capacitados, valorizados e com o compromisso na formação de cidadãos. Essa é a forma de resgatar um ensino público de qualidade no DF", avaliou o secretário.

Na próxima semana, os professores recém-contratados passarão por um curso de formação na Escola de Aperfeiçoamento dos Profissionais da Educação (EAPE). O objetivo é contribuir para a construção de uma identidade profissional, que favoreça o protagonismo nas ações e possibilitem a consolidação de um ensino público com qualidade.

Educação integral – Agnelo Queiroz ressaltou, ainda, que a contratação dos 1.688 novos professores também vai ajudar na adoção do projeto de ensino integral. "Local de criança é na escola, e para ter alunos nas instituições são necessários recursos humanos com profissionais qualificados. Agora nós temos", comemorou o governador.

O projeto-piloto, denominado Escola Integral em Tempo Integral, foi lançado nesta segunda-feira (25) pelo governador Agnelo Queiroz, na Escola Classe 1 do Condomínio Porto Rico, em Santa Maria. Nessa fase inicial, cerca de 7 mil estudantes serão beneficiados com 10 horas de atendimento contínuo, que incluem aulas do ensino regular e atividades complementares, além de transporte e quatro refeições por dia – café da manhã, lanche, almoço e jantar. Essas instituições também receberão o projeto Xadrez nas Escolas.Em 2014, o modelo será estendido a mais 39 escolas.

Também estiveram presentes à cerimônia o secretário de Administração Pública, Wilmar Lacerda, o presidente da Câmara Legislativa, Wasny de Roure, e os deputados distritais Agaciel Maia, Roberto Policarpo e Israel Batista.

Agência Brasília
Fonte Agência Brasília 01/03/2013 ás 21h

Compartilhe

Novas contratações para o ensino básico