Nova diretora da Escola de Música diz que enfrentará o desafio de 'equilibrar a emoção do artista com a razão do administrador'

Fonte UFMG 09/08/2014 às 11h
Em cerimônia realizada no auditório da Escola de Música, na noite desta terça-feira, tomaram posse como diretora e vice-diretora, respectivamente, as professoras Mônica Pedrosa de Pádua, do Departamento de Instrumentos e Canto, e Cecília Nazaré de Lima, do Departamento de Teoria Geral da Música.

Após agradecer o apoio da comunidade durante o processo que culminou com sua escolha, Mônica Pedrosa destacou a dualidade entre sonho e realidade que passará a vivenciar como diretora da Escola de Música. "Equilibrar a emoção do artista com a razão do administrador é desafio inerente à gestão de uma instituição ligada à arte", comentou.

Entre os principais compromissos para o mandato que se inicia, a diretora destacou a revisão dos critérios para promoção dos docentes e o estímulo a ações de inclusão social, com o estreitamento das relações entre a Escola e a cidade. A valorização do professor artista e a criação de um conselho consultivo para discutir questões relacionadas às finanças e ao patrimônio da unidade também estão entre as prioridades.

Homenageando os gestores que deixaram o cargo, Maurício Freire e Mauro Rodrigues, o professor Fernando Rocha os qualificou como "profissionais altamente comprometidos, além de excelentes músicos. Para Rocha, "a gestão anterior não mediu esforços na busca e otimização de recursos para a melhoria da escola".

Em seu discurso, o reitor Jaime Arturo Ramírez se prontificou a apoiar a Escola de Música quanto às suas demandas de infraestrutura física, como o término da construção do anexo da unidade. Outros aspectos que contarão com a mediação da Administração Central da UFMG se referem à ampliação dos trabalhos de extensão e à contratação de docentes.

Trajetórias
Mônica Pedrosa é graduada em Canto pela UFMG, mestre na mesma área pela Manhattan School Of Music (EUA) e doutora em Literatura Comparada pela Faculdade de Letras (Fale) da UFMG. Desenvolve pesquisas em canção de câmara brasileira. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em canto lírico, atuando principalmente nos seguintes temas: canto lírico, música de câmara, canção brasileira, literatura comparada e performance.

Cecília Nazaré de Lima é graduada em Piano e Composição e mestre em Artes Musicais pelo Instituto de Artes da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Concluiu o doutorado em Criação e Crítica da Imagem em Movimento pela Escola de Belas Artes (EBA) da UFMG.
UFMG
Fonte UFMG 09/08/2014 ás 11h

Compartilhe

Nova diretora da Escola de Música diz que enfrentará o desafio de 'equilibrar a emoção do artista com a razão do administrador'