Nos últimos anos, Brasil entrou na rota dos presidentes eleitos

Fonte Agência Brasil 05/05/2013 às 13h

 

Brasília – Nos últimos seis anos, o Brasil entrou na rota de visitas dos presidentes eleitos nos países vizinhos. Em novembro 2007, a presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, escolheu o Brasil como início de um giro internacional. Na ocasião, Cristina disse ter tido uma reunião “frutífera” com o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva repassando os primeiros temas da agenda comum, principalmente os relativos à economia e comércio.

Em abril de 2010, o presidente eleito do Chile, Sebastián Piñera, esteve no Brasil, logo depois de vencer a disputa pelo governo chileno. Ele se reuniu com Lula e assinou acordos bilaterais, como a cooperação na área esportiva, foi ao Congresso Nacional e ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Já no governo da presidenta Dilma Rousseff, em junho de 2011, veio ao Brasil o presidente eleito do Peru, Ollanta Humala. O peruano escolheu Brasília como primeira capital da América Latina para visitar. Em entrevista coletiva no Palácio do Planalto, Humala disse que sua prioridade é combater a pobreza e a fome no Peru, por isso estava interessado em conhecer os programas sociais brasileiros.

Esta semana será a primeira vez que um presidente do Egito virá ao Brasil. Eleito há menos de um ano, o presidente egípcio, Mouhamed Mursi, quer que o Egito tenha condições de integrar o grupo dos países emergentes, como o Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). Mursi se interessa por incrementar o comércio e adotar propostas relativas aos programas de transferência de renda.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 05/05/2013 ás 13h

Compartilhe

Nos últimos anos, Brasil entrou na rota dos presidentes eleitos