Norte-americano é condenado a 15 anos de trabalhos forçados na Coreia do Norte

Fonte Agência Brasil* 02/05/2013 às 9h

Brasília – O cidadão norte-americano Kenneth Bae, de origem coreana, foi condenado a uma pena de 15 anos em um campo de trabalhos forçados na Coreia do Norte. A decisão da Justiça foi anunciada hoje (2) pelas autoridades norte-coreanas, que alegam que ele cometeu atos hostis contra o governo.

O Supremo Tribunal (o equivalente à Suprema Corte) da Coreia do Norte condenou Kenneth Bae, cujo nome coreano é Pae Jun-Ho. Ele foi preso em novembro de 2012, na cidade portuária de Rason. Segundo a imprensa sul-coreana, Pae Jun-Ho é operador turístico americano de origem sul-coreana e tem 44 anos.

A punição ocorre em um momento de tensão agravada na Península Coreana. A Coreia do Norte ameaça deflagrar uma guerra nuclear atingindo a Coreia do Sul, o Japão e territórios dos Estados Unidos, como o Havaí.

A Coreia do Norte é uma das nações mais fechadas do mundo. Poucos países têm representação diplomática em Pyongyang (a capital), como o Brasil. O governo é considerado autoritário por parte da comunidade internacional.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa

Agência Brasil*
Fonte Agência Brasil* 02/05/2013 ás 9h

Compartilhe

Norte-americano é condenado a 15 anos de trabalhos forçados na Coreia do Norte