No Rio Grande do Sul, o público alvo é 2,9 milhões de pessoas

Fonte Ascom-MS 27/03/2013 às 10h

Para atender ao público-alvo, o Ministério da Saúde enviou ao estado 3,1 milhões de doses da vacina

A 15ª Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe desde ano vai ser realizada entre 15 a 26 de abril em todo o país, sendo 20 o dia de mobilização nacional. Fazem parte do grupo prioritário as crianças de seis meses até dois anos de idade, gestantes, pessoas com 60 anos ou mais, indígenas, pessoas privadas de liberdade, profissionais de saúde, mulheres até 45 dias após o parto (em puerpério), além dos doentes crônicos, que este ano terão o acesso ampliado a todos os postos de saúde e não apenas aos Centros de Referência de Imunobiológicos Especiais (CRIEs).

O público-alvo representa aproximadamente 39,2 milhões de pessoas. A meta do Ministério da Saúde é vacinar 31,3 milhões de brasileiros, o que equivale a 80% deste público. A campanha irá contar com 65 mil postos de vacinação e envolvimento de 240 mil pessoas, com a utilização de 27 mil veículos, entre terrestres, marítimos e fluviais. A ação é uma parceria entre as três esferas gestoras do Sistema Único de Saúde (SUS) - Ministério da Saúde e secretarias estaduais e municipais de saúde. Foram enviadas, para todo o país, 43 milhões de doses da vacina trivalente.

Ao estado do Rio Grande do Sul foram enviados 3,1 milhões de doses para vacinar o público alvo, que corresponde a 2,9 milhões de pessoas. O número de doses inclui a reserva técnica. Para apoiar as ações de mobilização da população e preparação das equipes de saúde, o Ministério da Saúde está repassandoR$ 24, 7 milhões aos estados e munícipios. O Rio Grande do Sul irá receber R$ 965 mil para estas ações.

PRESCRIÇÃO– Os doentes crônicos precisam apresentar prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes já cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do SUS, deverão se dirigir aos postos em que estão registrados para receberem a vacina. Se na unidade de saúde onde são atendidos regularmente não existir um posto de vacinação, os pacientes devem solicitar prescrição médica na próxima consulta.

O objetivo é garantir o documento com antecedência, para evitar filas no período da vacinação. Pacientes que são atendidos na rede privada ou conveniada, também devem buscar a prescrição médica com antecedência, junto ao seu médico assistente, devendo apresentá-la nos postos de vacinação durante a realização da campanha de 2013.

 

Ascom-MS
Fonte Ascom-MS 27/03/2013 ás 10h

Compartilhe

No Rio Grande do Sul, o público alvo é 2,9 milhões de pessoas