No G8, Monti defende equilíbrio entre rigor fiscal e estímulo para crescimento

Fonte ANSA flash 18/05/2012 às 21h
 O primeiro-ministro da Itália, Mario Monti, disse hoje que "é necessário encontrar um ponto de equilíbrio entre o rigor fiscal e os estímulos para a demanda", com o objetivo de dinamizar o crescimento econômico da Europa.

"Se por um lado o pedido de investimentos deve ser avaliado de maneira mais positiva da que propõe as instituições financeiras europeias mais prudentes, por outro acredito que, diante de uma cruzada por uma maior demanda, as dúvidas alemãs não são totalmente destituídas de fundamento", defendeu Monti.

O chefe de Governo também afirmou que "a governança da União Europeia (UE) sai reforçada da crise grega" e que está "convencido de que desta fase difícil sairá uma Europa mais integrada".

Segundo o premier, o bloco conseguiu alcançar um nível mais elevado de coordenação de suas políticas fiscais nacionais. "Criamos uma série de ´muros de proteção´ para reduzir os efeitos de contágio e o Banco Central Europeu (BCE), com plena autonomia, conseguiu encontrar novas técnicas de intervenção", declarou.
ANSA flash
Fonte ANSA flash 18/05/2012 ás 21h

Compartilhe

No G8, Monti defende equilíbrio entre rigor fiscal e estímulo para crescimento