No Egito, manifestantes atacam local de campanha de candidato presidencial ligado a Mubarak

Fonte Agência Brasil 29/05/2012 às 9h
No Egito, manifestantes atacaram hoje (29) o principal prédio no qual funciona a organização de campanha do candidato presidencial Ahmed Shafiq, primeiro-ministro do ex-presidente Hosni Mubarak, que renunciou ao poder em fevereiro de 2011. O edificio foi saqueado por centenas de pessoas, que quebraram janelas e rasgaram pôsteres de campanha do candidato.

Os manifestantes atearam fogo no edifício, mas o local não foi danificado, pois as chamas foram controladas rapidamente. O protesto ocorreu depois de a comissão eleitoral egípcia confirmar que Shafiq é um dos candidatos que concorrerão ao segundo turno da eleição presidencial – nos dias 16 e 17 de junho.

Shafiq é visto por muitos no Egito como ligado ao antigo regime e aos atuais líderes militares. Porém ele também é considerado uma espécie de protetor dos cristão cooptas, que representam 10% da população egípcia, majoritariamente muçulmana. Ele concorrerá com Mohamed Mursi, do grupo islâmico Irmandade Muçulmana – antes banido por Mubarak.

As manifestações contra Shafiq também reuniram milhares de egípcios na Praça Tahrir, no centro do Cairo, sede dos protestos contra o governo de Mubarak no ano passado. O primeiro turno das eleições no Egito foi concluído na sexta-feira (25). Foi a primeira a vez em 60 anos que os egípcios votaram para a escolha de um presidente da República.

*Com informações da BBC Brasil//Edição

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 29/05/2012 ás 9h

Compartilhe

No Egito, manifestantes atacam local de campanha de candidato presidencial ligado a Mubarak