No Chile, semana deve ser marcada por protestos de várias categorias

Fonte Agência Brasil 14/05/2012 às 11h
A semana deve ser tensa nas principais cidades do Chile, incluindo a capital, Santiago. Entidades que defendem os direitos dos trabalhadores em minas, estudantes e organizações não governamentais vão promover protestos a partir da próxima quarta-feira (16). A ideia é promover três dias de manifestações em favor de reformas na educação e mais garantias para o setor.

O porta-voz da Confederação de Estudantes do Chile (cuja sigla em espanhol é Confech), Gabriel Bórico, disse que o esforço é conseguir vencer o “legado da ditadura militar” no país que deixou um sistema educacional que contraria os interesses dos chilenos. No Chile, o ensino superior é privado, não há universidades públicas.

O comando da Confederação de Trabalhadores do Cobre (CTC), que reúne mineiros, também apoia a manifestação, mas a pauta da categoria é outra. Os trabalhadores do setor exigem melhores condições para suas atividades. Segundo eles, há ameaças, por parte de alguns empresários, de extinção de direitos adquiridos.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 14/05/2012 ás 11h

Compartilhe

No Chile, semana deve ser marcada por protestos de várias categorias