Niterói vai rever as aposentadorias por invalidez concedidas nos últimos anos

Fonte Agência Brasil 07/03/2013 às 19h

Rio de Janeiro – O NiteróiPrev, órgão de previdência do município de Niterói, cidade da região metropolitana do Rio de Janeiro, vai passar por uma auditoria para rever as aposentadorias por invalidez concedidas nos últimos anos. Segundo o prefeito Rodrigo Neves, o índice de aposentadorias por invalidez no município é muito alto em relação à média nacional.

“É um deficit gigantesco que vem sendo ampliado nos últimos anos. Para se ter uma ideia, enquanto o índice de aposentadoria por invalidez no país é, em média de 12% ao ano, em Niterói este índice chega a 65%. Por isso faremos uma auditoria no NiteróiPrev e, principalmente, revendo essas aposentadorias por invalidez dos últimos anos”.

Hoje (7), o município de Niterói aderiu ao Siprev, ferramenta de gestão disponibilizada pelo governo federal com informações referentes a servidores públicos (civis e militares), ativos, inativos, pensionistas e demais dependentes, da União, estados, Distrito Federal e municípios que tenham regime próprio de previdência.

A solenidade ocorreu no Museu de Arte Contemporânea (MAC), no Mirante da Boa Viagem, em Icaraí, com a presença do ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves. Segundo o ministro, a decisão da prefeitura de Niterói permitirá a sustentabilidade do sistema previdenciário do município.

“Eu acho que é a solução ideal, uma vez que o regime próprio, que será adotado a partir da adesão ao Siprev, permitirá a sustentabilidade do NiteróiPrev. É uma iniciativa que já foi adotada com sucesso em cerca de 2 mil municípios”, disse. Ao aderir ao Siprev, o prefeito de Niterói vai revigorar o regime próprio e dará a ele sustentação. Com isso, acreditamos que o prefeito terá amplo sucesso na administração municipal, pois poderá trabalhar e investir com mais folga de caixa para tornar a cidade cada vez melhor”, completou o ministro.

O prefeito Rodrigo Neves, ao comemorar a adesão ao sistema, declarou que o NIteróiPrev arrecada hoje cerca de R$ 125 milhões por ano com os 14 mil servidores da ativa que contribuem para a previdência social do município, mas que os gastos somente com os 7 mil pensionistas e aposentados do município é da ordem de R$ 180 milhões por ano.

O Siprev é oferecido gratuitamente pelo governo federal, que, por meio do Ministério da Previdência Social, promove treinamento e acesso aos serviços e dados do ministério. Permite o cruzamento de informações relativas à certidões de óbitos, cartórios, vínculos no Regime-Geral da Previdência Social (RGPS).

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 07/03/2013 ás 19h

Compartilhe

Niterói vai rever as aposentadorias por invalidez concedidas nos últimos anos