O seu canal de notícias do Brasil e do Mundo.

      

NBB - Por duas vagas

Fonte Liga Nacional de Basquete 26/02/2013 às 9h

 

Pelo grupo E da segunda fase da LDB 2012, Flamengo, Brasília, São José e Suzano iniciam nesta terça-feira a disputa por dois lugares nas semifinais

Flamengo, Brasília, São José e Suzano começam a disputa pelo grupo E, em São José dos Campos (SP)

A bola vai subir pelo grupo E da segunda fase da Liga de Desenvolvimento de Basquete 2012. Os confrontos definirão os dois classificados para as semifinais da competição sub-22, que já tem Paschoalotto/Bauru e Vivo/Franca, times que fizeram parte do grupo F. A LDB é um campeonato organizado pela Liga Nacional de Basquete (LNB) em parceria com o Ministério do Esporte.

As partidas do grupo E começam nesta terça-feira (26/02) e serão disputadas no Ginásio Lineu de Moura, em São José dos Campos (SP). A chave contém o atual campeão Flamengo, Uniceub/BRB/Brasília, Suzano/Cesumar/Campestre e o anfitrião São José/Unimed. A fase final da LDB será disputada em Brasília, no final de semana do Jogo das Estrelas do NBB, nos dias 02 e 03 de março.

 

Flamengo

Gegê é o líder da LDB em assistências: 10,67 (João Pires/LNB)

A boa fase do rubro-negro carioca no NBB também se repete na LDB. O Flamengo terminou a primeira fase da competição para jogadores até 22 anos em primeiro lugar do grupo A, que foi disputado em Brasília (DF), com três vitórias em três partidas (100% de aproveitamento).

A equipe da Gávea é a dona do segundo melhor ataque do campeonato (83,0 pontos por jogo). Boa parte desta efetividade se deve ao excelente desempenho do armador Gegê. O reserva imediato de Kojo Mensah no time principal do Flamengo que disputa o NBB é o destaque do time na LDB 2012. O atleta de 22 anos é o líder em assistências no campeonato (10,67 assistências por jogo), além de ter uma média de 14,67 pontos por partida.

“É importante para mim por estar jogando bastante no adulto, e posso tirar dessa experiência pontos positivos para ajudar os jogadores do Sub-22 dentro e fora de quadra. Conheço as dificuldades dessa transição, que vem acontecendo comigo desde o ano passado, e tento amadurecer cada vez mais com esse revezamento entre as categorias”, afirmou Gegê.

Outro que merece destaque da equipe do Flamengo é Feliz, de 22 anos. O gigante de 2,10m é o segundo reboteiro do campeonato (11,0 rebotes por jogo).

A boa média do pivô rubro-negro faz que com seu time seja o segundo colocado no fundamento, dentre as equipes que ainda participam da competição (38,33 por partida).

O atual campeão da LDB é um dos fortes favoritos ao título da competição, e é comandado pelo técnico campeão da primeira edição do NBB pelo Flamengo, Paulo Chupeta.

 

Brasília

Isaac é o maior pontuador desta LDB, com média de 20,25 pontos por jogo (João Pires/LNB)

Um dos anfitriões da primeira fase da competição, o Brasília terminou a etapa inicial do torneio sub-22 como líder invicto do grupo B, com quatro triunfos em quatro confrontos (100% de aproveitamento).

“Essa fase será muito difícil e sabemos que teremos muito trabalho, já que só ficaram os melhores time da LDB. Mas estamos todos empenhados para chegar na final e poder jogar mais uma vez em casa e, principalmente, com a visibilidade que teremos com o Jogo das Estrelas”, comentou Isaac.

Candidato forte a sexto homem da atual temporada do NBB, o ala/armador Isaac é um dos destaques da equipe na LDB 2012. Dentre os jogadores que ainda disputam a competição, o camisa 7 do esquadrão candango é o dono da melhor média de pontos até então (20,25 pontos por jogo). O atleta que é um dos líderes do time, diz usar sua experiência para chamar a responsabilidade nas partidas e ajudar sua equipe, tanto dentro, quanto fora de quadra.

Ronald é o reboteiro, jogador que mais dá tocos e o mais eficiente da competição (João Pires/LNB)

“Por eu estar jogando pelo adulto, e ter passagem por equipes adultas, tenho mais maturidade, tanto falando com o juiz quanto ao falar com os mais jovens do time. Alguns são quatro anos mais novos que eu. Como é o meu último ano na LDB, tenho que aproveitar bem”, disse o jogador de 22 anos.

Isaac ainda citou outro destaque do time na LDB, o pivô Ronald, outro líder da agremiação do Distrito Federal. “Não tem jeito, eu e o Ronald, que estamos com o adulto no NBB, temos que chamar a responsabilidade”, completou.

Falando em Ronald, pode se dizer que o pivô de 2,07m é o grande destaque da equipe da competição para garotos até 22 anos. O Brasília tem como seu principal forte o jogo de garrafão. O time da capital federal é a que mais pega rebotes na competição (43,25 por jogo). Parte desta média se deve a presença de Ronald em quadra. O jogador de 21 anos é o reboteiro do campeonato (14,5 rebotes por jogo) e o jogador que mais dá tocos dentre os ainda presentes no torneio (1,75 tocos por jogo). Com isso, Ronald é o atleta mais eficiente do campeonato, com média de 26,50 de valoração por partida.

A equipe do técnico Ronaldo Pacheco espera fazer boa apresentação e se classificar para as semifinais da LDB 2012, que serão disputadas em Brasília (DF), juntamente com o Jogo das Estrelas.

 

 

São José

Ícaro é o principal criador das jogadas do São José nesta LDB (Luiz Pires/LNB)

Anfitriã deste grupo E, o São José fez boa campanha na primeira fase da competição. A equipe do técnico Paulo Cezar, o “Jáu”, conquistou três vitórias em quatro partidas (75% de aproveitamento), perdendo apenas para o líder da chave e também já classificado para as semifinais, o Bauru.

Com um bom poderio ofensivo, o esquadrão do Vale do Paraíba é o dono do quarto melhor ataque da competição (82,0 pontos por jogo). Além disso, a equipe tem o armador Ícaro Parisotto como principal destaque, com média de 15,25 pontos por jogo. O jovem atleta de 1,85m, que é um dos reservas de Fúlvio na armação do time principal que joga o NBB, tem a quarta melhor média de assistências do campeonato (4,75 por jogo).

Outra coisa que prova a eficiência do ataque do São José é a coletividade que a equipe apresenta em seu setor ofensivo. Seis jogadores do time do Vale do Paraíba tem média de pontos superior a dez pontos. São eles, Robinho (15,75), Ícaro (15,25), Gabriel (12,0), Erick Camilo (11,75), Radamés (11,0) e Chandler (10,33). Coincidentemente, são esses os atletas que fazem parte do elenco do time adulto que disputa o NBB.

O São José aposta na coletividade de seu grupo para se dar bem na LDB 2012 (Luiz Pires/LNB)

 

 

Suzano

Jefferson Campos é o destaque do Suzano não só na LDB, mas também no NBB (Luiz Pires/LNB)

Com certeza, a sensação do campeonato. O Suzano surpreendeu a todos na primeira fase da competição, com um time aparentemente muito bem treinado pelo técnico Durval Bonatelli. A equipe do Alto do Tietê terminou em segundo lugar do grupo D, com duas vitórias em três partidas (66,6% de aproveitamento).

O entrosamento que encantou a todos que estiveram em Belo Horizonte (MG) é a principal arma da equipe suzanense nesta LDB. Muito diferente da equipe principal que disputa o NBB, o Suzano disputará de igual para igual com as grandes equipes de seu grupo.

“Esse é um campeonato totalmente diferente para nós. Aqui chegamos com igualdade. O time sub 22 tem mais entrosamento do que o time adulto, nós nos entendemos um pouco melhor e todo mundo está disposto a fazer o “algo a mais” pra sairmos com a classificação. E esse foi o principal fator de nós estarmos aqui hoje”, disse Jefferson Campos, destaque da equipe.

Além de principal jogador do time adulto do NBB, Jefferson Campos é uma das esperanças do Suzano para surpreender novamente nesta segunda fase da LDB 2012. O armador é o dono da segunda maior média de pontos do campeonato (19,33 pontos por jogo). Mas se engana quem pensa que o camisa 4 se destacar apenas no ataque. O jogador de 22 anos é o líder em roubos de bola na competição (4,0 roubos por jogo), e sua equipe é a segunda colocada no fundamento (13,33 roubos por jogo).

“Com certeza, tem muita diferença jogar no adulto e no sub 22, nós temos três ou quatro jogadores que são bem efetivos no adulto, isso pode nos dar certa vantagem. Estamos acostumados a jogar duro, apesar da equipe do adulto não estar bem no campeonato”, afirmou o armador suzanense.

Outros que merecem destaque na equipe do Suzano são o pivô Nilson, terceiro maior reboteiro desta LDB (9,67 rebotes por jogo), e o ala Rafa Moreira, segundo colocado em bolas de 3 pontos convertidas (3,0 por jogo).

“Nosso time tem condições de jogar de igual pra igual com todas as outras equipes, e queremos a classificação”, finalizou Jefferson Campos.

O Suzano espera novamente roubar a cena, nesta segunda fase da LDB 2012 (Luiz Pires/LNB)

 

 

Liga Nacional de Basquete
Fonte Liga Nacional de Basquete 26/02/2013 ás 9h

Compartilhe

NBB - Por duas vagas