NBB - Curiosidades das semifinais

Fonte Liga Nacional de Basquete 10/05/2014 às 19h
Equipe de pior campanha só venceu confronto semifinal duas vezes na história do NBB; veja dados, informações e curiosidades sobre as semifinais.

Só duas vezes
Em toda história do NBB, foram disputadas dez séries semifinais, e em apenas duas delas a equipe de pior campanha na fase de classificação saiu vencedora e avançou à Final, ambas curiosamente conquistas pelo Brasília em cima Pinheiros:

NBB3 – Brasília 3 x 1 Pinheiros
NBB4 – Brasília 3 x 2 Pinheiros

Mão direita?
Das dez séries já realizadas, seis delas começaram com vitória do time de pior campanha na fase de classificação na primeira partida. Os responsáveis foram:

NBB1 – Minas (3º) 91 x 78 Brasília (2º)
NBB2 – Franca (3º) 90 x 82 Flamengo (2º)
NBB3 – Brasília (3º) 84 x 80 Pinheiros (2º)
NBB4 – Flamengo (4º) 84 x 68 São José (1º) e Brasília (3º) 90 x 77 (2º) Pinheiros
NBB5 – São José (7º) 80 x 72 Flamengo (1º)

Mandantes soberanos
No total das cinco edições do NBB, foram realizadas 41 partidas válidas pelas semifinais, e apenas dez delas terminaram com vitória do time visitante.
Laws, do São José, e Zanotti, do Flamengo



Pequena parcela
Dessas dez vitórias dos visitantes citadas acima, apenas quatro foram conquistadas por equipes de pior campanha na fase de classificação:

NBB2 – Jogo 2: Brasília (1º) 94 x 103 Minas (4º)
NBB3 – Jogo 2: Pinheiros (2º) 89 x 90 Brasília (3º)
NBB4 – Jogo 3: Pinheiros (2º) 74 x 76 Brasília (3º)
NBB4 – Jogo 5: Pinheiros (2º) 68 x 81 Brasília (3º)

Fator Jogo 3
Nove das dez equipes que venceram o Jogo 3 de suas respectivas séries semifinais se classificaram à grande Final do NBB. O único time que foi à decisão sendo derrotado no terceiro jogo do confronto foi o Brasília no NBB3, que venceu a série contra o Pinheiros por 3 a 1.

Desempenho dos campeões
Três dos cinco campeões da história do NBB precisaram de cinco jogos para conquistarem suas vagas na decisão do campeonato:

NBB1 – Flamengo 3 x 0 Joinville
NBB2 – Brasília 3 x 2 Minas
NBB3 – Pinheiros 1 x 3 Brasília
NBB4 – Pinheiros 2 x 3 Brasília
NBB5 – Flamengo 3 x 2 São José

Quatro viradas
Nos dez confrontos semifinais da história do NBB, o time que foi derrotado na primeira partida da série conseguiu a virada e se classificou a Final em quatro oportunidades:

NBB1: Brasília 3 x 1 Minas
NBB2: Flamengo 3 x 1 Franca
NBB4: São José 3 x 2 Flamengo
NBB5: Flamengo 3 x 2 São José

Não muito comum
As varridas não são muito comuns em confrontos semifinais. Em toda história do NBB, aconteceram apenas três vitórias em séries por 3 a 0, duas envolvendo o bicampeão Flamengo:

NBB1 – Flamengo 3 x 0 Joinville
NBB3 – Franca 3 x 0 Flamengo
NBB5 – Uberlândia 3 x 0 Bauru


Nipe internacional
Semifinalistas e garantidos nas quatro primeiras posições do NBB6, Flamengo, Paulistano, São José e Mogi das Cruzes já têm vaga assegurada em uma competição internacional. Os dois primeiros colocados do campeonato disputarão a Liga das Américas*, enquanto terceiro, quarto e quinto (Brasília) colocados vão à Liga Sul-Americana.

*Como o Flamengo é o atual campeão da Liga das Américas, o Brasil terá mais uma vaga na competição. Com isso, o sexto colocado do NBB6 (Limeira) também está garantido na Liga Sul-Americana.

Calouros
Paulistano e Mogi das Cruzes levaram a melhor em seus confrontos quartas de final e disputarão as semifinais do NBB pela primeira vez na história.

Inédito
Pela primeira vez na história do NBB, uma 12º colocado na fase de classificação chega a fase semifinal. O responsável por este feito foi o Mogi, que em sua segunda temporada no campeonato, passou pelo Pinheiros nas oitavas (3 a 1) e aplicou uma histórica virada sobre o Limeira, fechando a série quartas de final em 3 a 2.

Fez história
A virada sobre o Limeira entrou para a história do NBB. O Mogi das Cruzes foi a segunda equipe em todo o campeonato a começar uma série perdendo por 2 a 0 e conseguir a virada em um confronto de playoff. O único clube a conseguir tal façanha foi o Pinheiros, em duas oportunidades, uma delas sobre o mesmo Limeira.

NBB4 – Quartas de final – Pinheiros 3 x 2 Joinville
NBB5 – Oitavas de final – Pinheiros 3 x 2 Limeira
NBB6 – Quartas de final – Mogi 3 x 2 Limeira

Sempre presente
Flamengo é o único time do NBB que chegou à todas as semifinais na história do campeonato.

O rei da semi
O ala Marcelinho Machado, do Flamengo, é o maior cestinha da história das semifinais do NBB. Ao todo, o capitão rubro-negro anotou 384 pontos nas 15 partidas, média de 25,6 pontos em partidas semifinais do NBB.

2/4
Marcelinho Machado já teve em quadra em quatro séries semifinais do NBB, ganhou duas e perdeu duas. Por conta de uma contusão que o tirou da temporada passada inteira, o camisa 4 do Flamengo não participou da última semifinal contra o São José, vencida pelos cariocas, por 3 a 2.

NBB1 – Flamengo 3 x 0 Joinville – Marcelinho anotou 79 pontos (26,3 pontos por jogo)
NBB2 – Flamengo 3 x 1 Franca – Marcelinho anotou 93 pontos (23,5 pontos por jogo)
NBB3 – Franca 3 x 0 Flamengo – Marcelinho anotou 99 pontos (33,0 pontos por jogo)
NBB4 – São José 3 x 2 Flamengo – Marcelinho anotou 113 pontos (22,6 pontos por jogo)



Confira o calendário completo das partidas das semifinais do NBB 2013/2014:

Flamengo (1º) x Mogi das Cruzes/Helbor (12º)
Jogo 1 – 12/05 (segunda-feira), às 19 horas – Ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro (transmissão do SporTV)
Jogo 2 – 14/05 (quarta-feira), às 20 horas – Ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro (transmissão do SporTV)
Jogo 3 – 17/05 (sábado), às 20h30 – Ginásio Hugo Ramos, em Mogi das Cruzes (transmissão do SporTV)
Jogo 4* – 19/05 (segunda-feira), às 19 horas – Ginásio Hugo Ramos, em Mogi das Cruzes (transmissão do SporTV)
Jogo 5* – 24/05 (sábado), às 17 horas – Arena HSBC, no Rio de Janeiro (transmissão do SporTV)


Paulistano Unimed (2º) x São José/Unimed (7º)
Jogo 1 – 13/05 (terça-feira), às 19h30 – Ginásio Antonio Prado Junior, em São Paulo (transmissão do SporTV)
Jogo 2 – 15/05 (quinta-feira), às 19h30 – Ginásio Antonio Prado Junior, em São Paulo (transmissão do SporTV)
Jogo 3 – 18/05 (domingo), às 16 horas – Ginásio Lineu de Moura, em São José dos Campos
Jogo 4* – 20/05 (terça-feira), às 21 horas – Ginásio Lineu de Moura, em São José dos Campos (transmissão do SporTV)
Jogo 5* – 23/05 (sexta-feira), às 21 horas – Ginásio Antonio Prado Junior, em São Paulo (transmissão do SporTV)



Liga Nacional de Basquete
Fonte Liga Nacional de Basquete 10/05/2014 ás 19h

Compartilhe

NBB - Curiosidades das semifinais