Na reta final das obras, Arena Pernambuco é elogiada pela FIFA

Fonte Ascom – Ministério do Esporte 05/03/2013 às 22h

Na reta final das obras, Arena Pernambuco é elogiada pela FIFA

O avanço significativo nas obras da Arena Pernambuco entre duas visitas do secretário-geral da FIFA ao palco de três jogos da Copa das Confederações chamou a atenção do dirigente. Jérôme Valcke esteve no estádio em São Lourenço da Mata, região metropolitana de Recife, nesta terça-feira (05.03), acompanhado de uma comitiva com integrantes do governo federal e do Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo da FIFA 2014.

“O que posso dizer é que passamos de 46% a mais de 90% das obras aqui e o estádio vai ser entregue a tempo. É isso que queríamos: tempo pra fazer testes. E o projeto é maravilhoso, uma extensão de Recife, uma fonte de vida nova. Estou satisfeito. O campo, que é o mais importante para os jogadores, e a iluminação serão feitos nas próximas três semanas”, afirmou o secretário-geral da FIFA.

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, registrou que a evolução rápida não o surpreendeu. “Pernambuco já estava habilitado a realizar essa obra antes mesmo de seu início. Pernambuco ajudou a construir o Brasil e, se você olhar a história do estado e os feitos do seu povo, não haveria motivo para duvidar”, disse.

A arena fechou janeiro com 90,1% das obras concluídas, conforme informações divulgadas pela construtora responsável pelo projeto. As informações sobre o andamento do projeto em fevereiro serão divulgadas em breve. O estádio está com a montagem das arquibancadas finalizada e os assentos sendo instalados. A perfuração do concreto para a colocação dos assentos já foi feita.

Durante o evento, quatro operários da arena, que representaram os 4,6 mil trabalhadores da obra, receberam da FIFA ingressos simbólicos (foto). Eles e todos os trabalhadores dos estádios receberão da entidade um par de ingressos para assistirem a uma partida da Copa do Mundo da FIFA 2014 em sua cidade, em reconhecimento ao esforço e comprometimento para concluir a arena no prazo estipulado.

Mobilidade
O governador de Pernambuco, Eduardo Campos, ressaltou o andamento das obras de mobilidade urbana, necessárias, entre outros aspectos, para que o público, a imprensa e os atletas tenham acesso ao estádio, localizado em São Lourenço da Mata, região metropolitana de Recife. “A mobilidade é um legado que a Copa vai nos dar. É o que vai ficar no cotidiano. Ao todo, são 100 km de corredores de ônibus, terminais integrados, o viaduto da BR-408 (que dá acesso ao estádio e tem 92% de conclusão) e que estará pronto em 15 dias”, afirmou.

O recém-empossado prefeito de Recife, Geraldo Júlio, registrou que em seus primeiros 64 dias de governo iniciou o plano de recapeamento e urbanização de 30 ruas. “Estamos dando andamento a uma série de ações para receber a Copa das Confederações”.

Embaixador da Copa do Mundo no Brasil, o artista Romero Brito afirmou enxergar no estádio “a presença do futuro”. Ronaldo Nazário, integrante do Conselho de Administração do Comitê Organizador Local, também registrou sua impressão. “Uma honra voltar aqui, onde estive há algum tempo. Gostaria de dar os parabéns e dizer que estão no caminho certo”, disse.

Obras
No anel superior, a instalação das cadeiras foi iniciada pela ala leste. No anel inferior, falta apenas a colocação das cadeiras no lado oeste, que receberão os assentos premium. Mais de 10 mil assentos para o público em geral estão instalados.

Também foram iniciados os serviços de preparo do campo para receber a grama, com o rebaixamento e a drenagem. A previsão é de que a drenagem seja concluída em março. No início de abril ocorre a fixação da grama, que está sendo cultivada no Centro de Treinamento do Náutico e será transportada para a arena em sistema de rolos.

 



Outra frente de trabalho é a implantação da usina de energia solar da Arena Pernambuco, que terá 1 MW de potência, o equivalente ao consumo médio de seis mil brasileiros. O sistema é formado por painéis que captam a energia do sol e a convertem, com o auxílio de um inversor, em energia tradicionalmente usada em indústrias e residências.

Cobertura
A montagem da cobertura foi concluída no fim de fevereiro. A estrutura tem 20 mil m², divididos em 22 módulos, montados sobre 68 pilares metálicos apoiados na base de concreto. A principal inovação é a estrutura metálica com nós esféricos. Uma pele de vidro favorece a passagem dos raios solares para garantir a vitalidade do gramado.

A cobertura também se destaca por captar água da chuva para a reutilização na própria arena. É a maior área de captação de água pluvial da obra. As intervenções na fachada da arena estão em andamento. Estão sendo instalados os perfis de metal que sustentarão a estrutura em volta do estádio, que terá projeções em LED e permitirá a mudança de cores do local, conforme o evento.

Cronograma
O canteiro de obras conta com 4.600 operários, que trabalham em dois turnos para entregar a arena na data prevista. A inauguração está marcada para 14 de abril de 2013, conforme divulgado pelo governo de Pernambuco.

O estádio está orçado em R$ 529,5 milhões, sendo R$ 397,1 milhões de financiamento federal via BNDES. O local terá capacidade para 46 mil pessoas, com 4.700 vagas de estacionamento para veículos leves e 200 para ônibus.

Ascom – Ministério do Esporte
Fonte Ascom – Ministério do Esporte 05/03/2013 ás 22h

Compartilhe

Na reta final das obras, Arena Pernambuco é elogiada pela FIFA