Na Bolívia, autoridades fazem reconstituição informal do episódio que terminou com a morte de torcedor

Fonte Agência Brasil 17/04/2013 às 15h

 


Brasília – As autoridades da Bolívia fazem hoje (17) a reconstituição informal do episódio envolvendo torcedores brasileiros que terminou com a morte do jovem Kevin Espada, 14 anos, no Estádio de San José, em 20 de fevereiro deste ano. Desde a morte de Espada, 12 torcedores do Corinthians são mantidos detidos no presídio de San Pedro, há quase dois meses, em Oruro (Bolívia).

A operação é chamada na Bolívia de “inspeção ocular” e está sob comando do Ministério Público de Oruro, que fica a cerca de oito horas de carro de La Paz, capital da Bolívia. A Embaixada do Brasil em La Paz foi informada sobre a reconstituição e acompanha a ação.

O Ministério das Relações Exteriores, Itamaraty, informou por intermédio de sua assessoria que o governo brasileiro está atento a todas as medidas adotadas na Bolívia e tem interesse na apuração dos fatos para que o incidente seja esclarecido o mais breve o possível.

Kevin Espada morreu durante uma partida, pela Taça Libertadores da América, entre Corinthians e San José, no estádio boliviano. Durante o jogo, o jovem foi atingido na cabeça por um sinalizador. Para policiais bolivianos, os responsáveis pelo lançamento do sinalizador são os brasileiros.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 17/04/2013 ás 15h

Compartilhe

Na Bolívia, autoridades fazem reconstituição informal do episódio que terminou com a morte de torcedor