Museu Goeldi faz trabalho contínuo de manutenção de árvores

Fonte Agência do Museu Verde 26/02/2013 às 9h
 
 
O Museu Paraense Emilio Goeldi (MPEG/MCTI) realiza um trabalho contínuo de manutenção de árvores que, em tempos de chuva, ficam mais vulneráveis. Nesta semana, será retirado um exemplar de Pitomba-das-Guianas Melicocca bijuga (Jacq.) L., de 12 metros de altura, que corre o risco de cair.

 

Segundo o engenheiro agrônomo Amir Lima, responsável pelo trabalho, as ações rotineiras de prevenção não eliminam eventuais quedas como a ocorrida na madrugada do último dia 19, quando um Cutite-grande - Pouteria macrocarpa (Mart.) D. Dietr. tombou por sobre o muro do museu.

“Não chovia ou ventava, mas o solo encharcado promoveu a queda. Chuvas contínuas como as que observamos nesta estação molham o solo e criam as condições para esse tipo de acidente”, disse Lima.

A queda da árvore afetou a rede elétrica, não houve vítimas e nem ameaça ao patrimônio material de outra natureza. O Cutite-grande tinha cerca de 30 anos e foi podado no ano passado para nivelamento com o dossel (altura das árvores) daquela área.

 

Leia mais

 

 

Agência do Museu Verde
Fonte Agência do Museu Verde 26/02/2013 ás 9h

Compartilhe

Museu Goeldi faz trabalho contínuo de manutenção de árvores