MS habilita mais 22 unidades de tratamento contra drogas

Fonte Agência Saúde 16/05/2012 às 10h
Oito estados terão Centros de Atenção Psicossocial que oferecem tratamento continuado ao uso de entorpecentes e problemas psíquicos

O Ministério da Saúde vai habilitar, esta semana, 22 Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) em oito estados brasileiros. Juntos, Bahia, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo vão receber, mais de R$ 9, 9 milhões por ano (veja tabela). Com o dinheiro esses estados poderão custear o funcionamento de oito centros de porte I, dois de porte II, três porte III, cinco direcionados aos usuários de Álcool e Drogas 24 horas e mais cinco destinados ao público infanto-juvenil.

O aumento dos números de CAPS no Brasil faz parte das ações do programa “Crack, é possível vencer”, lançado em dezembro do ano passado - com ações interministeriais- que envolvem os ministérios da Justiça, da Saúde e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, além da Casa Civil e da Secretaria de Direitos Humanos.

MUDANÇA- Além da habilitação dos novosCentros de Atenção Psicossocial, o Ministério da Saúde vai lançar esta semana outra portaria que modifica o porte de outros três centros. O município mineiro de Uberaba vai passar a receber R$ 468 mil por ano para custeio de um CAPS AD 24 horas.

Já os municípios de Rio Bonito (RJ) e Porto Nacional (TO) vão receber, cada um, R$ 57.375 para manutenção de duas unidades que estão sendo elevadas ao porte II.

APOIO- Os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) oferecem tratamento continuado a pessoas – e seus familiares – com problemas relacionados ao uso abusivo e/ou dependência de álcool, crack e outras drogas.

Atualmente são 1.742 em todo Brasil. Até 2014 o Ministério da Saúde vai investir R$ 400 milhões para implantação de 134 CAPS AD 24 horas e construção de outros 41 novos centros.

O programa “Crack, é possível vencer” prevê investimento nos próximos três anos de R$ 4 bilhões no combate ao crack. Do total, cerca de R$ 2 bilhões são destinados à saúde do cidadão brasileiro.

Estados que serão beneficiados

UF

Tipo

Município

 

Gestão do município

Gestão do serviço

Valor anual (R$)

BA

CAPS I

Oliveira dos Brejinhos

Estadual

Público Municipal

339.660,00

BA

CAPS I

Presidente Jânio Quadros

Municipal

Público Municipal

339.660,00

MA

CAPS I

Miranda do Norte

Municipal

Público Municipal

339.660,00

PA

CAPS I

Eldorado dos Carajás

Municipal

Público Municipal

339.660,00

PA

CAPS II

Paragominas

Municipal

Público Municipal

397.035,00

PB

CAPS I

Santa Luzia

Municipal

Público Municipal

339.660,00

PB

CAPS I

Rio Tinto

Municipal

Público Municipal

339.660,00

PB

CAPS AD

Sapé

Municipal

Público Municipal

477.360,00

PB

CAPS AD III

João Pessoa

Municipal

Público Municipal

945.600,00

PE

CAPS AD III

Limoeiro

Municipal

Público Municipal

945.600,00

RJ

CAPSi

Itaguaí

Municipal

Público Municipal

385.560,00

RJ

CAPSi

Itaperuna

Municipal

Público Municipal

385.560,00

RS

CAPSi

Canoas

Municipal

Público Municipal

385.560,00

RS

CAPS II

Sapucaia do Sul

Estadual

Público Municipal

397.035,00

RS

CAPS AD

Sapucaia do Sul

Estadual

Público Municipal

477.360,00

RS

CAPS I

Ivoti

Estadual

Público Municipal

339.660,00

RS

CAPS I

Vacaria

Municipal

Público Municipal

339.660,00

RS

CAPSi

Pelotas

Municipal

Público Municipal

385.560,00

SP

CAPS III

Guarulhos

Municipal

Público Municipal

757.732,56

SP

CAPSi

Guarulhos

Municipal

Público Municipal

385.560,00

SP

CAPS AD

Araraquara

Municipal

Público Municipal

477.360,00

SP

CAPS AD

São João da Boa Vista

Municipal

Público Municipal

477.360,00

Agência Saúde
Fonte Agência Saúde 16/05/2012 ás 10h

Compartilhe

MS habilita mais 22 unidades de tratamento contra drogas