MS amplia atendimento no Hospital Geral do Estado

Fonte Agência Saúde – Ascom/MS 22/05/2013 às 14h

Ao participar do S.O.S Emergências os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) em Alagoas terão maior assistência. Programa contribui para reduzir o tempo de espera e desafogar o atendimento

O Hospital Geral do Estado Dr. Osvaldo Brandão Vilela (HGE), em Maceió (AL), passou a integrar – nesta terça-feira (21) - o programa S.O.S Emergências e ganha 131 leitos de retaguarda para garantir a continuidade do tratamento aos pacientes que necessitam permanecer internados por mais tempo, além de mais recursos. O HGE é o primeiro do Estado alagoano a ingressar neste programa do Ministério da Saúde que tem como objetivo melhorar a gestão, reduzir o tempo de espera, ampliar a infraestrutura e a organização de grandes hospitais do país que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Ao aderir ao S.O.S Emergências, o hospital terá mais repasses de recursos, num total de R$ 6,6 milhões/ano, sendo R$ 3,6 milhões anuais para reestruturação e organização do serviço, além de mais R$ 3 milhões em investimentos para aquisição de equipamentos. Com esse reforço, o valor repassado ao hospital - que também integra o Plano de Ação de Regional da Rede de Urgências e Emergências - chega a R$ 21 milhões/ano.

A presidenta da República, Dilma Rousseff e o ministro Padilha lançaram, em novembro de 2011, o S.O.S Emergências, programa que integra a Rede Saúde Toda Hora que atualmente já abrange 16 hospitais de grande porte, localizados em: Porto Velho (RO), João Pessoa (PB), Curitiba (PR), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Fortaleza (CE), Salvador (BA), Brasília (DF), Belo Horizonte (BH), Goiânia (GO), São Paulo, Porto Alegre (RS) e Ananindeua (PA), Rio Grande do Norte (RN).

A intenção é que, até 2014, o programa alcance os 40 maiores prontos-socorros brasileiros, abrangendo todos os 26 estados e o Distrito Federal (DF).

Os hospitais selecionados são referências regionais, possuem mais de 100 leitos, tem pronto-socorro e realizam grande número diário de internações e atendimentos ambulatoriais. Os serviços da Rede Saúde Toda Hora englobam o SAMU 192, Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 horas), Salas de Estabilização, serviços da Atenção Básica e Melhor em Casa.

PARCERIA – Nos recursos que serão repassados pelo Ministério da Saúde estão incluídos investimento para reforma da emergência e custeio de leitos de retaguarda. Para ampliar o atendimento de emergência já foram disponibilizados 131 leitos de retaguarda para Hospital Geral do Estado, sendo 42 leitos no Hospital Sanatório e 80 leitos de retaguarda e nove (09) leitos de UTI no Hospital do Açúcar, pactuados no Plano de Ação de Regional da Rede de Urgências e Emergências do estado e municípios, com custeio de R$ 14,4 milhões/ano.

ADESÃO - O secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Helvécio Magalhães, assinou nesta terça-feira (21) junto ao Estado de Alagoas, a Prefeitura Municipal de Maceió e a direção do hospital, o termo de adesão ao programa, lançado em novembro de 2011 e que também integra a Rede Saúde Toda Hora, do Ministério da Saúde.

“Essa é uma ação importante e estratégica para melhorar o atendimento da população neste hospital, que é referência estadual. Isso inclui repasses de recursos para custeio e compra de equipamentos. A ação permite também a ampliação de leitos de retaguarda e a redução do tempo de espera por atendimento", afirmou o secretário Helvécio Magalhães.

As unidades que integram o programa, contam com a implantação de Núcleos de Acesso e Qualidade Hospitalar (NAQH), que são responsáveis pelo diagnóstico das principais dificuldades relacionadas à porta de entrada de emergência, apontando as medidas a serem adotadas. Cada núcleo é formado por representantes das secretarias estadual e municipal de Saúde, do hospital e apoio do Ministério da Saúde.

UNIDADE - Hospital Geral do Estado Dr. Osvaldo Brandão Vilela realizou, em 2012, 11.571 internações e, no mesmo período, 502.980 atendimentos ambulatoriais. O Ministério da Saúde repassou, em 2012, R$ 16,9 milhões para custear esses atendimentos hospitalares. A unidade conta atualmente com 258 leitos, sendo 54 de urgência e 22 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

O hospital possui diversas habilitações, tais como de UTI; tratamento para acidente vascular cerebral (AVC), hemorragia digestiva alta, pneumonia, diabetes, perfuração por arma de fogo, traumatismo crânio encefálico, insuficiência cardíaca congestiva, perfuração por arma branca, infarto agudo do miocárdio e apendicectomia.

A unidade conta atualmente com 258 leitos, sendo 54 de urgência e 22 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

SAÚDE MENTAL - Ainda nesta terça-feira o secretário Helvécio Magalhães inaugurou o novo Centro de Atenção Psicossocial de Álcool e Drogas - CAPS AD 24 horas - que funcionará no bairro do Farol. Para Magalhães, “a epidemia de crack vem mostrar que é preciso organizar a rede de atenção e cuidados aos usuários e atender cada vez melhor os dependentes químicos e seus familiares”, completou.

A unidade receberá R$ 78 mil por mês do MS para seu custeio e já recebeu R$ 75 mil para sua implementação. Além disso, o novo centro terá capacidade de atendimento de 34 mil atendimentos por mês. Maceió conta hoje com três CAPS II e seis consultórios nas ruas. Até 2014 o estado vai receber R$ 8,2 milhões para implantação e custeio de outros equipamentos voltados ao atendimento dos usuários de droga.

A Rede de Saúde Mental conta hoje com 1.981 Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). Juntos podem realizar mais de 40 milhões de atendimentos por ano. Desse total, os CAPS Álcool e Drogas podem realizar mais de 7,8 milhões a cada 12 meses. Em 2011 essa capacidade era de 6,2 milhões de procedimentos – aumento de 25%. Somente na região Nordeste encontram-se 708 CAPS. Os recursos fazem parte do Programa “Crack, é Possível Vencer”, criado em 2011 em parceria com o Ministério da Justiça, Educação e Desenvolvimento Social.

 

Agência Saúde – Ascom/MS
Fonte Agência Saúde – Ascom/MS 22/05/2013 ás 14h

Compartilhe

MS amplia atendimento no Hospital Geral do Estado