MP Eleitoral pede proibição de propaganda sobre vice-governador do Rio

Fonte Agência Brasil 13/03/2013 às 19h

 

Rio de Janeiro – A Procuradoria Regional Eleitoral no Rio de Janeiro (PRE) requereu à Justiça a interrupção imediata de toda a divulgação sobre o vice-governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, em rádio, televisão e internet. O procurador regional Eleitoral Maurício da Rocha Ribeiro ingressou com pedido de liminar pela suspensão do site Quem é Pezão, de seu serviço de telemarketing ativo, de sua página pessoal no Facebook e da veiculação de vídeos e jingles sobre o político.

Foi pedida uma multa diária de R$ 5 mil, caso não haja a interrupção da campanha de divulgação do vice-governador, que é cotado como um possível candidato à sucessão ao governo do estado. Também foram incluídos na representação o prefeito do Rio, Eduardo Paes, e o governador Sérgio Cabral, por participarem com depoimentos na divulgação de Pezão. De acordo com a PRE, fazer campanha antes de 5 de julho do ano da eleição fere o Artigo 36 da Lei 9.504/97, que trata das eleições.

O procurador Eleitoral comentou, em nota distribuída hoje (13) pela PRE, que há “intenção de conquistar o eleitorado no pleito que ocorrerá no próximo ano”. O PMDB, partido ao qual o vice-governador é filiado, informou, por meio de sua assessoria, que só vai se pronunciar após ser citado oficialmente.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 13/03/2013 ás 19h

Compartilhe

MP Eleitoral pede proibição de propaganda sobre vice-governador do Rio