MP dos Portos: Alves descarta acordo por meio de liberação de emendas

Fonte Agência Câmara Notícias 14/05/2013 às 11h

 

Antonio Augusto / Câmara dos Deputados
Presidente da Câmara, dep. Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) fala sobre a votação da MP 595/12, a MP dos Portos
Henrique Eduardo Alves: "Não é assim que se conquista a consciência do parlamentar."

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, rechaçou a notícia, veiculada pela imprensa, de que o governo poderia liberar R$ 1 bilhão em emendas parlamentares para garantir a aprovação da MP dos Portos (595/12), que perde a validade na quinta-feira (16). A votação da medida está prevista para hoje.

“Sei que não é o pensamento do governo, que não é assim que se conquista a consciência do parlamentar, não é assim que se conduz o processo democrático”, afirmou Alves. Segundo ele, a proposta do Orçamento Impositivo (PEC 565/06 e 16 apensadas) deve ser votada na Câmara antes do recesso parlamentar de julho para acabar com esse tipo de “distorção”.

Ele reiterou que as discordâncias ao texto da MP dos Portos não são apenas do PMDB, mas de vários partidos da base aliada. Alves acredita na possibilidade de acordo para votação. “Achei melhor encerrar [a sessão de segunda] por cautela, para que hoje de manhã ainda possamos chegar a um consenso. O povo brasileiro merece o voto”, disse.

Agência Câmara Notícias
Fonte Agência Câmara Notícias 14/05/2013 ás 11h

Compartilhe

MP dos Portos: Alves descarta acordo por meio de liberação de emendas