Moreno diz que OEA não se pronunciará sobre demanda Boliviana

Fonte Ansa flash 31/05/2012 às 20h
O chanceler do Chile, Alfredo Moreno, disse acreditar que nenhuma declaração a favor da reivindicação boliviana de uma saída ao mar será emitida durante a Assembleia Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), que será realizada neste final de semana em Cochabamba, na Bolívia.

Moreno ainda comentou, em entrevista à rádio chilena Cooperativa, que o tema surge "em todas as assembleias da OEA" e que o Chile "irá expor seus argumentos, que são respaldados pelos países do continente".

O presidente da Bolívia, Evo Morales, disse recentemente que a Assembleia Geral deve ter dois temas principais: o conflito da Argentina pela soberania das Ilhas Malvinas e a demanda boliviana pela saída ao mar.

O chanceler chileno, no entanto, destacou que "entre Chile e Bolívia existe um tratado de mais de 100 anos" e o mesmo não ocorre entre Argentina e Inglaterra. "É um tema do qual é preciso sentar para conversar para encontrar uma resolução. É um caso de colonização", concluiu.

La Paz pretende obter a ratificação de uma resolução da OEA aprovada há 33 anos e que declara "de interesse hemisférico permanente" a busca por uma "solução equitativa" à demanda marítima.

O representante boliviano na OEA, Diego Pari, informou recentemente que o país vai aproveitar que a condição de anfitrião do encontro para "fazer notar o descumprimento" da resolução por parte do Chile. 
Ansa flash
Fonte Ansa flash 31/05/2012 ás 20h

Compartilhe

Moreno diz que OEA não se pronunciará sobre demanda Boliviana