Morales expressa a Uribe seu repúdio ao envio de militares norte-americanos à região

Fonte Ansa Flash 19/11/2009 às 0h
O presidente da Bolívia, Evo Morales, ratificou na noite de ontem, após ouvir seu par colombiano, Álvaro Uribe, sua contrariedade à presença de forças militares norte-americanas na América Latina.

Após receber o mandatário da Colômbia, o presidente boliviano disse à imprensa que durante o encontro esclareceu porque é contra à presença militar de outros países na região. "Eu expliquei a ele o quê faziam os militares norte-americanos em Chapare", região subtropical do centro geográfico da Bolívia, onde Morales atuou como dirigente dos cultivadores de coca.

"Eles reprimiam o movimento camponês e indígena. Como fui vítima [dos soldados], disse [a Uribe] que me sinto agredido com a presença dos militares norte-americanos não apenas na Bolívia, mas em toda a América Latina", contou.

Morales disse ainda que irá propor que na próxima reunião da União das Nações Sul-Americanas (Unasul) se discuta um projeto de resolução que proíba a presença de militares estrangeiros na região, assim como a criação de uma Escola da Defesa regional. O encontro está previsto para a próxima segunda-feira, em Quito, Equador.

Uribe, por sua vez, deixou a sede presidencial da Bolívia após encontro de uma hora e meia, sem fazer declarações. Ele limitou-se a "agradecer o espaço de diálogo com o presidente Evo Morales" e a enviar "um cumprimento ao irmão povo da Bolívia".

Segundo Morales, o colombiano disse que quando concluir sua viagem à América do Sul, irá informar os resultados de suas conversações com os outros colegas. No total, ele visitará sete países da América do Sul.

Antes da Bolívia, Uribe esteve no Peru, onde foi recebido pelo mandatário Alan García, quem declarou que seu governo "sempre respaldará" a promoção da pacificação e do desenvolvimento da Colômbia.

Hoje, ele se encontrará com as presidentes do Chile, Michelle Bachelet, e da Argentina, Cristina Kirchner, e com o mandatário paraguaio, Fernando Lugo. A reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva será na quinta-feira, dia em que Uribe também será recebido pelo uruguaio Tabaré Vázquez.
Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Morales expressa a Uribe seu repúdio ao envio de militares norte-americanos à região