Monti atribui a Napolitano fato de Itália não estar como Grécia

Fonte Ansa flash 25/05/2012 às 9h
O primeiro-ministro da Itália, Mario Monti, afirmou hoje que a Itália só não teve o mesmo fim que a Grécia, que pode sair da zona do euro em breve, porque o presidente do país, Giorgio Napolitano, resolveu formar um governo de coalizão, ao invés de convocar novas eleições.

"A Grécia não teve o presidente Napolitano, que disse: ´não quero novas eleições e veremos se é possível ter um governo com a participação de todos´. Sua decisão e a [decisão] muito responsável [tomada] pelos partidos foi um passo importante para evitar à Itália o destino grego", assegurou.

Em seu segundo pronunciamento hoje em que criticou duramente a situação da Grécia, o premier italiano disse que o país "perdeu sua soberania, [e] ficou sob as condições do Fundo Monetário [Internacional, o FMI], Banco Central [Europeu, o BCE], Comissão Europeia", que compõem a troica.

Para Monti, a Grécia perdeu sua soberania "porque alguns dizem [que] ´aqui está o dinheiro, mas decido eu, e não vocês´, é uma humilhação louca".

O italiano se reuniu hoje com líder do partido grego de direita Nova Democracia, Antonis Samaras, e afirmou, após o encontro, que espera que saia das urnas "um governo que saiba confirmar o desejo da Grécia de estar no euro e de respeitar os compromissos".

O premier ainda defendeu que a Europa não deve dar descontos aos empréstimos à Grécia porque isso seria "um prêmio aos partidos mais extremos", em referência, entre outros, ao Syriza, e "uma penalização" às duas maiores forças políticas do país, em referência ao Nova Democracia e ao Pasok, o partido socialista grego.
Tanto o Pasok como o Nova Democracia são a favor dos pacotes de austeridade impostos pela troica, o que é admitido pelos demais países da zona do euro para manter a Grécia com a moeda comum. Porém, o Syriza, que é contra a política de austeridade, ficou em segundo lugar nas últimas eleições legislativas e aparece como favorito nas pesquisas eleitorais para a nova eleição do país.
Ansa flash
Fonte Ansa flash 25/05/2012 ás 9h

Compartilhe

Monti atribui a Napolitano fato de Itália não estar como Grécia