Missa de Bento XVI na República Tcheca foi celebrada ao som do rock

Fonte Ansa Flash 19/11/2009 às 0h
A missa que o papa Bento XVI celebrou hoje em Stará Boleslav, dia em que encerra sua viagem à República Tcheca, foi marcada por salmos entoados ao ritmo do rock, com guitarras e instrumentos de percussão no lugar do tradicional órgão.

De acordo com os presentes na celebração, a intenção do rito foi a de atrair a atenção de muitos jovens, inclusive daqueles que não expressam a fé católica.

Segundo os dados divulgados pela diocese de Praga, participaram da missa 50 mil peregrinos, dos quais 15 mil eram jovens católicos, mil eram fiéis da Polônia, 600 vinham da Eslováquia e outros 500 da Alemanha.

"O Papa nos surpreendeu", disse Vojtech Elias, professor da Faculdade de Teologia de Praga. "Não falou nem de abortos, nem de contraceptivos, nem de homossexualidade", ressaltou Elias, acrescentando que "é evidente que o Papa não chegou para dar lições".

A missa desta segunda-feira foi celebrada em memória de São Venceslau, que viveu na Boêmia (atual República Tcheca) no século X. Assassinado por seu irmão, Boleslau, em 929, ele é considerado um mártir da Igreja Católica.

Bento XVI também foi presenteado por jovens cristãos com um álbum de fotografias sobre a vida desses mesmos jovens nas dioceses tchecas, e recebeu uma doação de 289.992 coroas tchecas (cerca de US$ 17 mil) que a juventude católica recolheu para ajuda a projetos da Igreja na África.

Protestos

Contudo, cerca de quarenta pessoas se reuniram hoje na praça São Venceslau para manifestar contra a posição da Igreja Católica em relação à homossexualidade e contra as palavras do Papa sobre o uso de preservativos.

O grupo, composto majoritariamente por homossexuais, portava cartazes escritos em inglês, com frases do tipo "Save sex, save you" ("Salve o sexo, proteja você", em tradução literal).

O Papa encerra hoje uma viagem de três dias ao país do leste europeu. Após a celebração desta manhã, ele almoçaria com bispos da República Tcheca e com a Comitiva Papal no Arcebispado de Praga antes de retornar à Itália.

Durante sua estadia na República Tcheca, Bento XVI se reuniu com o presidente, Václav Klaus, com religiosos locais e celebrou duas missas, além de visitar as cidades de Praga, Brno e Stará Bolesvav.

Esta é quarta viagem de um Pontífice ao país. Antes, João Paulo II esteve na nação tcheca por três vezes, em 1990, 1995 e 1997.
Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Missa de Bento XVI na República Tcheca foi celebrada ao som do rock