Ministros formalizam implantação da Embrapii em evento com a CNI

Fonte Agência Brasil 10/05/2013 às 19h

 

São Paulo - Os ministros da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, e da Educação, Aloizio Mercadante, e o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, reuniram-se hoje (10) para formalizar a implantação da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii). A nova entidade foi anunciada em março pela presidenta Dilma Rousseff.

O próximo passo, depois da constituição da Embrapii, que terá forma de organização social, é a sua qualificação, para que comece a funcionar em um mês. No evento, os ministros assinaram a constituição da associação necessária para a formação da Embrapii.

A Embrapii foi criada para fomentar o processo de cooperação entre as pequenas e médias empresas nacionais e instituições tecnológicas ou instituições privadas sem fins lucrativos voltadas a pesquisa e desenvolvimento (P&D). Os investimentos previstos são de R$ 1 bilhão para 2013 e 2014. Os recursos serão do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) e dos parceiros envolvidos.

“A meta é que um terço dos financiamentos para os projetos venha da indústria, um terço da Emprapii e um terço das instituições de pesquisa que vão fazer o suporte técnico para a inovação. É uma estrutura muito enxuta. Ela é basicamente a gestora e indutora do processo de inovação. A Embrapii é uma instituição que certifica, avalia e financia os projetos que vão ser estabelecidos a partir da demanda da indústria”, disse Mercadante.

De acordo com Mercadante, as empresas interessadas deverão se credenciar nos institutos nacionais de Ciência e Tecnologia (INCTs) e terão os projetos analisados para que o repasse da verba seja feito. Poderão se vincular à Embrapii laboratórios de universidades e de institutos de pesquisa, entre outras entidades, além de centros de pesquisa, desenvolvimento e inovação privados sem fins lucrativos e não vinculados a empresas e polos de inovação dos institutos federais de ensino superior.

A nova organização é inspirada no modelo da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), considerada uma das principais responsáveis pelo desenvolvimento e destaque do país no setor do agronegócio.

O projeto piloto da Embrapii envolve o Instituto Nacional de Tecnologia, do Rio de Janeiro, na área de biotecnologia; o Instituto de Pesquisa Tecnológica, de São Paulo, em energia e saúde; e o Centro Integrado de Manufatura e Tecnologia (Cimatec), do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 10/05/2013 ás 19h

Compartilhe

Ministros formalizam implantação da Embrapii em evento com a CNI