Ministro reitera que calendário para Copa das Confederações será cumprido

Fonte Agência Brasil 12/03/2013 às 15h

Ministro reitera que calendário para Copa das Confederações será cumprido

Brasília – Faltando três meses para a abertura da Copa das Confederações, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, garantiu hoje (12) que as ações previstas no planejamento do campeonato estão sob controle, “inclusive os detalhes”, e reiterou que todo o calendário será cumprido, conforme o previsto pela Federação Internacional de Futebol (Fifa), pelo governo federal e pelas cidades que sediarão os jogos.

"Tudo está preparado e foi executado conforme o que planejamos. Todas as tarefas foram realizadas pelos órgãos envolvidos, então estamos seguros de que teremos uma Copa das Confederações à altura das expectativas do Brasil e do mundo", disse Rebelo, ao participar, em Brasília, de encontro técnico para alinhamento e integração dos planos operacionais do evento esportivo. Até o dia 2 de abril, haverá reuniões semelhantes em todas as seis cidades onde ocorrerão os jogos.

Ele enfatizou que as ações para a Copa das Confederações “amadurecem a preparação para a Copa do Mundo de 2014”.

Na avaliação de Rebelo, as áreas consideradas críticas, porque “merecem atenção permanente”, são as obras dos estádios, que ressaltou, “já têm data definida para serem entregues, mesmo as que tiveram atraso”; a integração dos serviços de segurança, o que envolve os ministérios da Defesa e da Justiça e as polícias Civil e Militar dos estados; e as telecomunicações, que preveem instalação dos equipamentos de transmissão de imagens e de telefonia celular.

Perguntado se alguma delas preocupa os organizadores, o ministro disse que as autoridades “estão atentas a todas” e voltou a dizer que “as ações estão sob controle”.

No fim do mês passado, representantes das operadoras de telefonia, de administradores de estádios e dos ministérios das Comunicações e do Esporte se reuniram em Brasília para tentar solucionar pendências relativas à instalação de antenas e equipamentos necessários para reforçar o sinal de celular nos dias dos jogos. Os problemas em Belo Horizonte, no Rio de Janeiro e no Recife foram apontados como os mais preocupantes por executivos do setor, já que essas cidades poderão não contar com infraestrutura indoor (antenas dentro dos estádios) durante o evento.

Em discurso na abertura da reunião, Rebelo destacou o "ambiente de entendimento e de cooperação" entre os envolvidos na organização como fator fundamental para o sucesso dos trabalhos. Segundo ele, sem a integração entre estados, municípios, o governo do Distrito Federal, o governo federal e o Comitê Organizador Local da Fifa, "o trabalho teria sido muito mais difícil".

"Não significa que não tenhamos realizado debates em torno de pontos de vista diferenciados, mas a unidade de esforço prevaleceu", disse.

O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, também assegurou que Brasília estará pronta para sediar a abertura da Copa das Confederações e enfatizou que a impressão que o mundo terá sobre a organização do campeonato será construída com base nesse primeiro evento. A partida inicial, entre o Brasil e o Japão, será disputada no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, no dia 15 de junho.

“Estamos fazendo uma check list toda semana porque nada pode falhar e a primeira questão é o estádio [Mané Garrincha], que já tem 90% prontos e vai estar totalmente pronto [para a abertura] com tranquilidade”, disse, lembrando que serão feitos “eventos testes” no local, como o jogo de abertura do Campeonato Brasileiro, entre o Flamengo e Santos, em 25 de maio.

“Isso dará muita segurança para a Copa das Confederações, já que teremos testado toda a plenitude do estádio”, destacou. Agnelo acrescentou que entre os principais legados dos eventos esportivos para a cidade estão os investimentos em mobilidade urbana e em telecomunicações e a reforma do Aeroporto Internacional de Brasília Juscelino Kubitschek, que deve ser concluída em maio de 2014.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 12/03/2013 ás 15h

Compartilhe

Ministro reitera que calendário para Copa das Confederações será cumprido