Ministro empossa reitor da Universidade Federal de Lavras

Fonte Ascom - MEC 30/05/2012 às 16h
O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, empossou na tarde de terça-feira, 29, em Brasília, José Roberto Soares Scolforo no cargo de reitor da Universidade Federal de Lavras (UFLA), de Minas Gerais, para a gestão 2012 a 2016.

O reitor empossado disse que a UFLA cresceu com sustentabilidade e avançou no desempenho acadêmico, passando da 15ª para a primeira posição no Índice Geral de Cursos da Instituição (IGC) entre as federais.

“A UFLA é a quinta instituição pública a enviar estudantes para o Programa Ciência sem Fronteiras. Estamos interessados em intercâmbios mais curtos, de três a seis meses, e mais frequentes, além da vinda de pesquisadores”, comentou o reitor Scolforo.

A Universidade Federal de Lavras foi criada em 1994 e oferece mais de 2 mil vagas na graduação, em 30 cursos, além de 28 cursos de mestrado e 20 de doutorado. O ministro Mercadante elogiou o projeto da UFLA de criar um parque tecnológico. “Um parque tecnológico permite criar ambiente para a pesquisa e a ciência, atrai investimentos, cria incubadoras. Será um desdobramento dessa expansão da UFLA”, disse.

José Roberto Soares Scolforo é natural de Castelo, Espírito Santo. Fez graduação e mestrado em Engenharia Florestal pela Universidade Federal de Viçosa (UFV) e doutorado em Engenharia Florestal pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Iniciou sua carreira profissional como professor em 1980, na Universidade Federal da Paraíba. Em 1983, transferiu-se para a Universidade Federal de Lavras, onde é professor titular desde 1995 em biometria, inventário e manejo florestal. Desde então ocupou diversos cargos administrativos como chefe de departamento, coordenador de programa de pós-graduação, pró-reitor e vice-reitor.

Scolforo é pesquisador em produtividade de pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento cietnífico e Tecnológico (CNPq) nível 1A. Coordena pesquisa em florestas plantadas, projetos sobre modelos de crescimento e produção, manejo e inventário florestal para eucalipto pinus. Em florestas nativas é um dos precursores da pesquisa em manejo para usos múltiplos da vegetação do cerrado. Ele também atuou em programas de pesquisa na região amazônica, em Minas Gerais e no Espírito Santo.

É autor de vários livros temáticos e de mais de 730 trabalhos como artigos científicos, livros, trabalhos em congresso. Orientou mais de 320 estudantes. Em 2011, recebeu o Prêmio Frederico de Menezes Veiga pela contribuição ao país no desenvolvimento de tecnologias de sustentabilidade dos Biomas existentes no Brasil, da Embrapa.
Ascom - MEC
Fonte Ascom - MEC 30/05/2012 ás 16h

Compartilhe

Ministro empossa reitor da Universidade Federal de Lavras