Ministro detalha preparação da Copa das Confederações em encontro com a FIFA

Fonte Ascom - Ministério do Esporte 19/03/2013 às 16h

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, o presidente e o secretário-geral da FIFA, Joseph Blatter e Jérôme Valcke, se encontraram nesta terça-feira (19.03), em Zurique, na Suíça, quando compartilharam os preparativos para os próximos megaeventos esportivos. Durante coletiva de imprensa, após reunião entre o ministro e os dirigentes da FIFA, a instituição confirmou que o sorteio final da Copa do Mundo da FIFA 2014 será realizado no dia 6 de dezembro, na Costa do Sauípe, na Bahia, a partir das 13h (hora local). Na ocasião, também foi definido que as informações sobre venda de ingressos para a Copa de 2014 serão detalhadas em 1º de julho. O ministro Aldo Rebelo fez um relato do andamento das obras no país e Jérôme Valcke reforçou a necessidade de que todos os estádios estejam prontos em dezembro de 2013. Já o presidente Joseph Blatter anunciou que fará um tour pelas 12 cidades-sede da Copa do Mundo para conferir o andamento das obras. Veja abaixo as falas de cada um:

Aldo Rebelo, ministro do Esporte
Tivemos uma reunião muito construtiva. Relatei o andamento dos preparativos da Copa no Brasil, da construção dos estádios, do esforço que não é só do governo, mas conjunto dos entes estaduais, prefeituras, COL, da FIFA. E tenho sempre dito que a Copa do Mundo da FIFA é um evento essencialmente privado. Os recursos públicos são apenas para obras de mobilidade urbana, que seriam elaboradas independentemente de a Copa ser realizada no Brasil. Os empréstimos são concedidos às construtoras mediante todas as garantias. O Brasil assume essa responsabilidade.

Ontem era para termos entregue o terceiro estádio, o de Salvador, com a presença da presidenta Dilma Rousseff, mas ela teve de viajar a Roma para a primeira missa do Papa Francisco, porque, além de país do futebol, somos o maior país católico do mundo. Mas o estádio de Salvador era para ter sido entregue ontem. E os outros já estão com datas definidas para serem entregues e com os jogos-teste já marcados. Acho que é de grande importância a presença do presidente Blatter durante a Copa das Confederações. A visita a todos os estados. Não sei se ele já conhece Manaus e Cuiabá. Terá oportunidade de conhecer. Manaus, nossa metrópole dentro da selva amazônica, e visitar o pantanal matogrossensense, as quatro sedes do Nordeste: Salvador, Recife, Natal e Fortaleza. A visita será importante para o presidente ver de perto as obras de preparação, não só dos estádios, mas as obras para essas cidades. O secretário Jérôme Valcke já visitou e terá oportunidade de voltar a visitá-las, e eu acompanharei o presidente Blatter em todas essas visitas.

Creio que o trabalho tem avançado também porque há um ambiente de cooperação e harmonia entre governo federal, estados, prefeituras e COL. Como vocês sabem, o governo passou a integrar o COL e vem, através do secretário executivo Luis Fernandes, dando todo o apoio necessário em todas as questões em que é exigida a presença do governo federal. Estamos tomando as providências para que o trabalho de organização da Copa corra de acordo com as expectativas dos organizadores e do Brasil, que é o país anfitrião. Entre hoje e amanhã conversaremos sobre outras questões relacionadas com a preparação e a organização da Copa das Confederações, mas creio que cumpriremos com a nossa tarefa, o nosso desafio, e o presidente Blatter testemunhará a Copa das Confederações à altura da confiança que depositou no Brasil.

Joseph Blatter, presidente da FIFA
Esta manhã tivemos a reunião do Comitê Organizador Local (COL) da FIFA para a Copa do Mundo da FIFA 2014. E depois tive a honra e o prazer de acolher oficialmente na casa da FIFA o ministro do Esporte do Brasil, o senhor Aldo Rebelo. Eu repeti que a Copa de 2014 é, antes de mais nada, uma competição para o mundo do futebol. Ela pertence às 208 associações e a 209ª é o Brasil, responsável pela organização. E isso faz com o que o evento seja único. É um evento para todos os que jogam futebol no mundo, não apenas para as associações nacionais para todos os torcedores. É impossível que todos viagem para o Brasil. Mesmo com todos os grandes estádios sendo construídos, eles têm uma capacidade limitada. Agora, é possível satisfazer a todos graças a vocês, representantes da mídia.

Eu frisei que o Brasil é um grande continente. É o quinto país do mundo pela superfície, com uma população de 200 milhões de pessoas, muitas culturas, muitas diferenças, mas será uma belíssima Copa do Mundo. A dada altura houve atrasos nas entregas, mas os estádios serão finalizados a tempo. Acabo de conversar com o ministro, ele poderá confirmar. Estamos satisfeitos. Estamos Felizes que o povo brasileiro esteja acolhendo a Copa. É o país do futebol, é no Brasil que o futebol se joga mesmo. Não estou falando da organização do futebol, porque seria uma injustiça com os ingleses, que estão na origem desse esporte, mas quando queremos ver artistas, craques, vamos para o Brasil. O Brasil é pentacampeão. Então, é claro que vão apresentar uma fabulosa competição em 2014. E vão começar até antes, com a Copa das Confederações, que é o encontro dos campeões, com os oito clubes que são os melhores de suas confederações. E quero anunciar que estarei presente, durante a Copa das Confederações, do início ao fim. Não vou apenas assistir aos jogos, mas irei visitar todas as cidades. Terei encontros com todos os governadores no Brasil durante esse evento de duas semanas e meia. Será um programa de viagens e tanto para mim.

Jérôme Valcke, secretário-geral da FIFA
Ouvimos todos os relatórios do Comitê Organizador Local (COL), mas também dos departamentos da FIFA. Ouvimos relatórios sobre os seis estádios da Copa das Confederações e sobre os seis outros estádios da Copa do Mundo. Falamos sobre os jogos que vão ocorrer, de bilheteria. Na reunião com o ministro do Esporte expressamos que a data limite de dezembro de 2013 para entrega dos estádios é fundamental, deve ser cumprida para a Copa do Mundo, porque precisamos de tempo para nos preparar e acolher milhares de jornalistas e torcedores em junho de 2014. Daí a necessidade de que toda a infraestrutura esteja pronta para que possa ser utilizada em vários níveis de capacidade.

Foi uma boa reunião. A parceria entre governo federal, o COL e a FIFA foi descrita como um entendimento muito forte. Voltaremos ao Brasil dentro em breve, em maio. E assim todo o trabalho estará concluído um mês antes da abertura da Copa das Confederações. Tudo estará terminado. Estamos trabalhando agora sobre os aspectos técnicos, a preparação para as televisões, produtores de televisões. Eles vão ter o espaço adequado no Maracanã nas próximas semanas. E assim poderemos começar a transmitir as imagens.

Ascom - Ministério do Esporte
Fonte Ascom - Ministério do Esporte 19/03/2013 ás 16h

Compartilhe

Ministro detalha preparação da Copa das Confederações em encontro com a FIFA