Ministério promove seminário sobre Saúde e Rio+20

Fonte Agência Saúde 16/05/2012 às 10h
Evento realizado hoje em Brasília abordará temas ligados à saúde, ciência e desenvolvimento sustentável que serão destaque na Conferência das Nações Unidas

Começa nesta terça-feira (15), em Brasília, o Seminário Nacional Saúde e Rio+20, no auditório da Fundação Osvaldo Cruz – Fiocruz. O encontro tem como finalidade colocar a saude em discussão aliando ao contexto da Rio+20 que será realizada em junho. “As Nações Unidas incluíram a saúde entre os desafios novos e emergentes do desenvolvimento sustentável. Por isso, as políticas de proteção e promoção social na área da saúde devem ser tratadas de maneira prioritária, tendo em conta seus benefícios para o bem-estar social, a economia e o meio ambiente”, explica Guilherme Franco Netto, diretor do Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde.

As discussões começarão amanhã (16) com a formação da mesa redonda Governança e Desenvolvimento Sustentável: perspectivas da Saúde para a Conferência Rio+20. Ainda pela manhã, serão ministradas três palestras para delinear os debates: O significado da Rio+20 e suas oportunidades, Relações da Saúde com a Conferência Rio + 20 e Complexo Industrial da Saúde no Desenvolvimento Sustentável. Durante a tarde, serão formadas rodas de conversas em torno de assuntos como A participação e controle social na saúde e a governança do desenvolvimento sustentável e O SUS no Desenvolvimento Sustentável: avaliação do período de 1992/2012 e perspectivas.

Rio 92 – A Agenda 21, um dos instrumentos do desenvolvimento sustentável criado a partir da Conferência das Nações Unidas - Rio 92, estabeleceu um capítulo específico de proteção e a promoção da saúde humana. Dentre os compromissos firmados na Agenda 21 e alcançados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) está a cobertura universal do Programa Nacional de Imunização, possibilitando o controle e eliminação das principais doenças imunopreviníveis, tais como a pólio e o sarampo.

A expansão massiva da cobertura da atenção primária à saúde, que saltou de uma cobertura de 3% em 1992 para aproximadamente 63% em 2012 e a oferta universal de medicamentos considerados essenciais também foram algumas das conquistas desde a criação do SUS.

“Não há dúvidas que ao SUS deve ser creditada uma parcela significativa de contribuição à melhoria da qualidade de vida da população brasileira. Por isso, a Conferência Rio+20 deve ser encarada como mais uma oportunidade para ampliar a agenda de compromissos também do setor saúde”, acredita Franco Netto.

SEMINÁRIO NACIONAL SAÚDE E CONFERÊNCIA RIO + 20

PROGRAMAÇÃO
LOCAL: Auditório da Fundação Osvaldo Cruz – Fiocruz. Avenida L3 Norte, Campus Universitário Darcy Ribeiro, Gleba A – Brasília DF
15/5/2012
18h00: Recepção e credenciamento.
18h30: Abertura Solene e Boas Vindas.
19h00: Conferência Magna: Saúde na Rio +20
20h00: Confraternização

16/5/2012
8h30: Recepção para Registro de participação nas Rodas de Conversa
9h00: Mesa Redonda sobre Governança e Desenvolvimento Sustentável: perspectivas da Saúde para a Conferência Rio + 20.
Moderadora: Marcia Amaral – Secretária Executiva/MS.
Palestras 1 – O significado da Rio + 20 e suas oportunidades. Rubens Born - Vitae Civilis
Palestra 2 – Relações da Saúde com a Conferência Rio + 20. Paulo Buss - FIOCRUZ.
Palestra 3 – Complexo Industrial da Saúde no Desenvolvimento Sustentável. Carlos Gadelha - Secretário de Ciência e Tecnologia e Insumos Estratégicos/MS.
Debatedores: Representantes do MS, CONASS, CONASEMS, OPAS e Conselho Nacional de Saúde.
12h30: Intervalo do Almoço.
14h: Rodas de Conversas.

  1. SUS no Desenvolvimento Sustentável: Avaliação do período de 1992/2012 e Perspectivas.
  2. Determinantes Sociais da Saúde e Desenvolvimento Sustentável: Convergência de Agendas.
  3. Participação e Controle Social na Saúde e a Governança do desenvolvimento sustentável.
  4. Complexo Industrial da Saúde e agenda de C & T no Desenvolvimento Sustentável.
  5. Redes de atenção nas Regiões de Saúde e Territórios Sustentáveis.
  6. A Saúde Ambiental na cidade, no campo e na floresta: Diretrizes da 1ª CNSA. Construindo a Política Nacional de Saúde Ambiental.
  7. Desafios do SUS nos territórios de influência dos grandes empreendimentos.
  8. Plano Setorial de Saúde e Mudança do Clima.
  9. Saúde nos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.
  10. Saúde na Rio+20: mapeamento de agendas e perspectivas.

16h00: Intervalo
16h15: Plenário Final
18h00: Encerramento

Agência Saúde
Fonte Agência Saúde 16/05/2012 ás 10h

Compartilhe

Ministério promove seminário sobre Saúde e Rio+20