Ministério da Saúde libera R$ 4,1 milhões para ações de dengue

Fonte Agência Saúde 05/04/2013 às 16h

Serão beneficiados os municípios de Campo Grande (MS); Uberaba (MG) e Aparecida de Goiânia (GO). Os recursos devem ser usados no atendimento ao paciente e em ações para o enfrentamento da doença

O Ministério da Saúde está destinando R$ 4,1 milhões para a melhoria da assistência do paciente com dengue a três municípios dos estados de Goiás, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais. Os recursos, que também podem ser utilizados em ações para enfrentamento da doença, beneficiam os municípios de Uberaba (MG); Campo Grande (MS) e Aparecida de Goiânia (GO). O aporte financeiro está previsto em três portarias, publicadas nesta semana no Diário Oficial da União.

Solicitados pelos próprios gestores locais, os recursos são destinados à organização da rede de assistência e em ações e serviços de saúde que tenham relação com a situação epidemiológica. Campo Grande, que se declara em estado de emergência, receberá R$ 2,8 milhões em quatro parcelas de R$ 700 mil, repassados pelo Fundo Nacional de Saúde ao Fundo Municipal de Saúde.

À cidade de Uberaba foram destinados R$ 832 mil para atender a situação epidemiológica da dengue, repassado em parcela única, fundo a fundo. O município de Aparecida de Goiânia receberá R$ 509 mil, também em parcela única. O aporte financeiro permitirá que o gestor local possa contratar profissionais da área de saúde para atendimento aos pacientes e, ainda, comprar equipamentos, medicamentos e insumos para as ações de combate à dengue.

AÇÕES - O Ministério da Saúde tem realizado uma série de ações que visam a prevenção, o combate ao mosquito transmissor e o atendimento aos pacientes de dengue. No final do ano passado, o Ministério repassou um adicional de R$ 173,3 milhões a todos os municípios brasileiros para ações de qualificação das atividades de prevenção e controle da dengue. Em 2011, foram R$ 92,8 milhões para 1.159 municípios.

Entre estas ações também se destacam o apoio técnico às secretarias estaduais de saúde para a elaboração dos planos de contingência de enfrentamento de epidemias da dengue; compra de estoque estratégico para atendimento às vitimas da doença, como soro fisiológico, sais de reidratação oral, como também, compra de estoque estratégico de inseticidas e larvicidas e distribuição aos estados e municípios de 2.500 toneladas de larvicidas, 350 mil litros de inseticidas, 60 mil litros de solventes de inseticidas.

O Ministério da Saúde também lançou, em novembro de 2012, a campanha de mobilização contra a dengue, intensificando a divulgação durante todo o período de maior ocorrência da doença e promoveu cursos de ensino à distância aos profissionais de saúde em manejo clínico do paciente com dengue. Além disso, a pasta também promove assessoria técnica aos gestores locais para organização da rede de serviços de saúde ao atendimento dos pacientes com a doença, além de apoio às atividades de prevenção e investigação dos óbitos suspeitos de dengue.

Agência Saúde
Fonte Agência Saúde 05/04/2013 ás 16h

Compartilhe

Ministério da Saúde libera R$ 4,1 milhões para ações de dengue