Ministério da Saúde e governo do Rio inauguram Hospital da Criança

Fonte Agência Saúde – Ascom/MS 05/03/2013 às 9h

Unidade é a primeira do município a oferecer atendimento pediátrico destinado a procedimentos de alta complexidade e oncológicos

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, e o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, inauguraram nesta segunda-feira (4), na Vila Valqueire, no Rio de Janeiro, o Hospital Estadual da Criança. A nova unidade será referência para a realização de atendimentos de Média e Alta Complexidade, como ortopedia, transplantes de fígado e rim, além de oferecer uma área dedicada ao tratamento do câncer infantil. O hospital tem capacidade para atender até 3,6 mil pacientes por ano, e fará até 7,2 mil atendimentos ambulatoriais e 2,4 mil tratamentos quimioterápicos. O Ministério da Saúde vai investir, anualmente, mais de R$ 34 milhões em custeio.

Durante o lançamento do Hospital Estadual da Criança, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha afirmou que o trabalho de humanização que a unidade oferecerá - começando pela sua estrutura física, que explora as cores e os desenhos - cria um ambiente lúdico e acolhedor para os pacientes. “Este hospital vai, além de ofertar um atendimento mais humanizado, reduzir as filas para atendimento em ortopedia, transplantes e oncologia, entre outras áreas”. Para ele, o hospital representa um salto para humanização do atendimento. “Há alguns anos, lembro que o paciente não tinha direito a ficar com acompanhante. Hoje, isso está em Lei, tornando obrigatório nos hospitais públicos, e sendo cumprido também por muitos hospitais da rede privada. Todo esse conjunto, de ambiente feliz, de ter ao lado uma pessoa da família, é muito importante para a recuperação da criança”, destacou o ministro.

Já o governador do estado, Sérgio Cabral agradeceu a parceria do Ministério da Saúde para o lançamento da nova unidade hospitalar. “Agradeço a parceria com o Governo Federal e ressalto o quanto esse trabalho conjunto está melhorando a vida da população”, disse. Ele lembrou ainda que o trabalho de humanização dos hospitais do Estado teve início com as Unidades de Pronto Atendimento (UPA 24h), por meio dos profissionais da Secretaria de Saúde.

ESTRUTURA- O hospital dispõe de 86 leitos, sendo 58 em enfermarias, 16 Unidades de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal, nove de UTI pediátrica e pós-operatória, além de dois leitos para quimioterapia e hemotransfusão e um leito isolamento reverso. Também estão sendo entregues oito poltronas de quimioterapia e transfusão, entre outros equipamentos.

O estabelecimento é o primeiro hospital pediátrico do Rio de Janeiro voltado para cirurgias de Média e Alta Complexidade, além do tratamento de câncer. O atendimento da unidade será referenciado pela Central de Regulação do Estado.

A unidade atenderá as seguintes especialidades: clínica pediátrica; transplante hepático e renal; oncologia pediátrica; quimioterapia;ortopedia, fisioterapia motora e respiratória;nefrologia para suporte de diálise e transplante renal; broncoscopia; laparoscopia; ultrassonografia, tomografia computadorizada eecocardiográfica; terapia ocupacional; suporte psicológico para pacientes e familiares; assistência odontológica para os pacientes internados; e outros serviços.

Dados do Ministério da Saúde revelam que cerca de três mil crianças são internadas no Sistema Único de Saúde (SUS), no município do Rio, vítima de câncer. Com a abertura do hospital, haverá a ampliação do atendimento desse público.

 

Agência Saúde – Ascom/MS
Fonte Agência Saúde – Ascom/MS 05/03/2013 ás 9h

Compartilhe

Ministério da Saúde e governo do Rio inauguram Hospital da Criança