Mercado prevê elevação da Selic a partir de maio, diz pesquisa Febraban

Fonte Agência Brasil 22/03/2013 às 13h

Brasília – A taxa básica de juros, a Selic, não deve subir antes de maio, na avaliação da Federação Brasileira de Bancos (Febraban). Mas a previsão é que encerre o ano 1 ponto percentual acima do atual patamar e se eleve ainda mais em 2014, de acordo com expectativa da Febraban. Atualmente, a taxa Selic está em 7,25% ao ano.

Essas estimativas fazem parte das conclusões da Pesquisa Febraban de Projeções Macroeconômicas e Expectativas de Mercado, que ouviu 30 analistas do mercado financeiro entre os dias 14 e 19 de março.

De acordo com o levantamento, a mediana das previsões para a Selic é 8,25% ao ano em dezembro de 2013 e 8,50% ao ano em dezembro de 2014, ante os 7,25% e 8,25%, respectivamente, verificados na pesquisa anterior (de janeiro de 2013).

Poucos esperam alteração na taxa básica de juros na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, que ocorrerá em abril. Para 89% dos consultados na pesquisa, a Selic vai permanecer em 7,25% ao ano, em 2014. “A maioria espera um aumento na taxa a partir de maio, mas há grande dispersão no tamanho e na duração do ajuste”, diz a Febraban.

A pesquisa também aponta expectativa de redução da taxa de inadimplência - 5,5% em 2013 e 5% em 2014 - ante os 5,8% efetivamente registrados em 2012. “O movimento deve contribuir de maneira mais efetiva para a recuperação do crédito”, diz a Febraban.

Conforme a pesquisa, o crédito continuará a crescer, com previsão de aumento anual de 15,6% em 2013, e de 15,7% em 2014. Esse patamar está próximo ao observado em 2012 (16,2%).

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 22/03/2013 ás 13h

Compartilhe

Mercado prevê elevação da Selic a partir de maio, diz pesquisa Febraban