Mercadante garante apoio para resolver problemas urgentes da Unifesp

Fonte Unifesp/MEC 09/04/2013 às 17h

Mercadante garante apoio para resolver problemas urgentes da Unifesp

Em reunião com o ministro da Educação, realizada no dia 27, em Brasília, a reitora Soraya Smaili apresentou as demandas universitárias.

O Ministro da Educação, Aloizio Mercadante, recebeu a reitora da Universidade Federal de São Paulo, Soraya Smaili, em seu gabinete em Brasília no dia 27/03, a fim de discutir questões fundamentais para o andamento dos projetos da nova gestão da Unifesp. Também estiveram presentes a Diretora de Desenvolvimento da Rede de Instituições Federais de Ensino Superior, Adriana Rigon Weska, e o Secretário Executivo, José Henrique Paim Fernandes.

Dentre os tópicos abordados por Mercadante durante o encontro, destaca-se o apoio do Ministério da Educação (MEC) para realizar soluções emergenciais relacionadas às obras de estruturação dos Campi da Unifesp; o incentivo para a construção de pelo menos uma creche em cada campus, bastando o pedido da prefeitura junto ao Ministério para a liberação de recursos específicos e dos projetos executivos; e a criação de um grupo de trabalho entre MEC e Unifesp para apoiar e fortalecer o Hospital São Paulo como hospital universitário.

A contratação de uma gerenciadora de projetos por parte da Unifesp para a produção dos projetos executivos das obras e a elaboração de planos diretores para o planejamento de médio prazo das novas edificações de cada Campus foram atividades muito bem recebidas pelo Ministro.


Mercadante salientou que recursos humanos para a instalação do Campus da Zona Leste da Universidade serão alocados apenas para 2014. Além disso, enfatizou a necessidade da Unifesp ter um projeto de ocupação do terreno e cronogramas de médio e longo prazos para a instalação dos cursos no local.

Segundo Soraya Smaili, as discussões sobre a estrutura e sobre os projetos acadêmico e pedagógico desse novo Campus continuarão a ser realizados com a comunidade da Zona Leste e com a prefeitura de São Paulo. “Quando tivermos os recursos, iniciaremos a implantação com planejamento e cronograma”. A reitora disse ainda que uma audiência pública sobre o projeto da Zona Leste deverá acontecer em breve e que o MEC informou que estará presente.


Durante a reunião a reitora salientou a necessidade urgente por técnicos administrativos para a Universidade como um todo. “Apesar da reunião recente sobre esse tema, informamos que para que a expansão ocorra, a Instituição necessita, principalmente, de técnicos administrativos em educação especialmente para as áreas de TI, Engenharia e Administração”.

Os participantes do Ministério na reunião comunicaram que os Técnicos Administrativos previstos no Reuni – Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais – para a Unifesp já foram enviados, mas se comprometeram a buscar vagas remanescentes no sistema e se colocaram a disposição. Para 2014, há a possibilidade de abertura de novas vagas.


José Henrique Paim também recomendou e apoiou a informatização da Universidade com software que poderá ser adquirido o quanto antes, pois o MEC garantirá os recursos para esta aquisição.

Foi a primeira reunião da Reitora com o Ministro, o Secretário e com a SeSu (Secretaria de Educação Superior), o que marca o início de um trabalho de proposições que será contínuo e planejado.

Unifesp/MEC
Fonte Unifesp/MEC 09/04/2013 ás 17h

Compartilhe

Mercadante garante apoio para resolver problemas urgentes da Unifesp