Meirelles diz que bancos privados voltarão a ganhar mercado quando sistema se normalizar

Fonte Agência Brasil 19/11/2009 às 0h
O presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, negou hoje (14) que os bancos privados estejam com dificuldade para acompanhar os bancos públicos na oferta de crédito e na taxa de juros. Segundo ele, isso foi apenas um fato datado, ocorrido durante a crise econômica mundial, e os bancos privados voltarão a ganhar mercado quando houver “normalização do sistema”.

“Isso não é historicamente fato no Brasil", afirmou Meirelles. Ele explicou que isso ocorreu num período em que houve uma ação contracíclica dos bancos públicos, quando se registrou uma contração de crédito generalizada.

De acordo com Meirelles, o fato de o Banco do Brasil ter se tornado o maior banco em ativos do país pode ser explicado pelo fato de os bancos públicos terem exercido um movimento contracíclico à crise.

“Eles [bancos públicos] estavam sendo beneficiados por aumento de depósito em função da busca de segurança. Então, eles puderam exercer com segurança um papel contracíclico de expansão do crédito e uma queda gradual dos spreads [diferença entre a taxa de captação e a taxa cobrada dos clientes] em direção à normalidade que vigorava antes do início da crise. Com isso, os bancos públicos ganharam mercado e é natural agora que o setor privado procure recuperar esse mercado, voltando a competir e a expandir crédito a taxas um pouco mais fortes”, afirmou o presidente do BC.

Na entrevista, Meirelles também descartou que os bancos públicos estejam praticando “taxas insustentáveis”, como foi dito nesta semana pelo presidente do Banco Itaú-Unibanco, Roberto Setúbal. “Não temos no momento essa avaliação”, afirmou. m entrevista, Ele preferiu não fazer projeções sobre uma possível queda na taxa de juros.

Perguntado se o Banco Central estaria preocupado e pensando em adotar alguma medida para conter a excessiva valorização do real com relação ao dólar, Meirelles disse que a instituição não tem meta de câmbio. “O Banco Central tem meta de inflação, e o que temos é uma política de acúmulo de reservas visando a aumentar a resistência do país à crise”, afirmou Meirelles. Ele explicou que o BC comprou dólares durante um longo período no “momento em que os fluxos eram de saída” e agora está no “momento de recomprar”.

Sobre a possibilidade de candidatar-se a governador de Goiás nas próximas eleições (2010), Meirelles afirmou que só deverá se decidir em março do próximo ano.
Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Meirelles diz que bancos privados voltarão a ganhar mercado quando sistema se normalizar