Médico norte-americano com Ebola pode ter alta em breve

Fonte ANSA 14/08/2014 às 21h

Kent Brantly está se curando graças a tratamento experimental

14 Agosto, 20:27•ROMA•ZLR

(ANSA) - Kent Brantly, o médico norte-americano de 33 anos que foi infectado pelo vírus Ebola na África e está passando por um tratamento experimental em Atlanta (EUA), continua melhorando e pode receber alta em breve, segundo a Samaritan's Purse, organização humanitária para a qual ele trabalha.

Brantly foi internado no hospital Emory no último dia 5 de agosto junto com sua conterrânea e missionária Nancy Writebol, de 60 anos, após ambos terem contraído a febre hemorrágica na Libéria, onde cuidavam de pacientes que foram vitimados pela epidemia.

Eles foram submetidos ao medicamento ZMapp, que nunca tinha sido usado antes em seres humanos. Talvez pela idade, Writebol tem reagido mais lentamente ao tratamento, mas também está evoluindo.



OMS



Nesta quinta-feira (14), a Organização Mundial da Saúde (OMS) disse estar "desapontada" pela decisão de alguns governos de proibir voos para as nações atingidas pela epidemia (Guiné, Serra Leoa, Libéria e Nigéria). Em sua conta no Twitter, a entidade afirmou que é difícil salvar vidas se os operadores sanitários não conseguem chegar até elas.

"Diferentemente de doenças como gripe e tuberculose, o Ebola não é transmitido por vias respiratórias. Só é possível ser contaminado por meio do contato direto com fluídos corporais de uma pessoa que tem os sintomas", explicou uma diretora da OMS, Isabelle Nuttall, em um comunicado. (ANSA)
ANSA
Fonte ANSA 14/08/2014 ás 21h

Compartilhe

Médico norte-americano com Ebola pode ter alta em breve