MCTI apresenta programa em encontro de municípios

Fonte Ascom do MCTI 25/04/2013 às 9h
 
 
Representante da secretaria de inclusão social mostrou um panorama das ações em áreas como tecnologia sustentável e assistiva. O evento termina amanhã e reúne em gestores público.

 

Gestores municipais puderam conhecer, nesta quarta-feira (24), um panorama dos programas e das ações desenvolvidas ou apoiadas pela Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secis/MCTI).

As informações foram apresentadas pela assessora Sônia da Costa, durante o II Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável - Desafios dos novos governantes locais (II EMDS), que acontece até amanhã (25), no Centro de Eventos Brasil 21.

O evento, promovido pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP), tem por objetivo promover o intercâmbio de experiências e contribuir para o aperfeiçoamento das gestões municipais, com foco construção de uma agenda federativa que priorize o desenvolvimento sustentável.

No debate temático “tecnologias para cidades mais sustentáveis”, Sônia apresentou a estrutura do MCTI e o papel da secretaria como articuladora de ações com os municípios.

“A Secis tem como missão principal promover políticas públicas que viabilizem a inclusão social, prevendo a disseminação e transferência de tecnologia, principalmente para as populações em situação de vulnerabilidade social”, disse, ao relatar as diversas iniciativas da pasta, a exemplo da área de segurança alimentar e de tecnologias sociais, assistivas e sustentáveis.

Segundo ela, no aspecto da sustentabilidade, o MCTI trabalha atualmente em ações como o apoio à implementação de parques de energia solar; projetos de saneamento básico e de mobilidade urbana, sob o ponto de vista social e de acessibilidade.

CVTs

Outro projeto de interesse dos municípios que deve ganhar novo impulso ainda este ano é o dos Centros Vocacionais Tecnológicos (CVTs). Em 2013, a iniciativa completa 10 anos de consolidação, com 290 unidades em funcionamento em todo o país.

De acordo com Sônia, a expectativa é ampliar esses centros com a implementação, até o ano que vem, de mais 150 CVTs na área de agroecologia. Em 2012, o primeiro edital para CVTs nessa área viabilizou a implantação de 22 projetos. A previsão é a de que o edital para novas unidades seja lançado via Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tencológico (CNPq/MCTI) na primeira quinzena de maio.

A ideia é que essas unidades, ligadas ao município ou ao estado, atuem de forma articulada com instituições de ensino e de pesquisa e com o Arranjo Produtivo Local (APL).

“O papel do MCTI é qualificar e dar condições, na parte da estrutura física e de equipamentos, para que esse ambiente tecnológico seja atrativo para as universidades e institutos federais”, observou.

A Secis possui uma central de atendimento aos gestores, disponível nos telefones (61) 2033-8009 / 7609 ou no email casecis@mct.gov.br.

 

 

 

Ascom do MCTI
Fonte Ascom do MCTI 25/04/2013 ás 9h

Compartilhe

MCTI apresenta programa em encontro de municípios