Matteo Renzi escreve carta e pede coragem para mudar

Fonte ANSA 06/08/2014 às 21h
Premier enviou texto para parlamentares da coalizão governista

06 Agosto, 20:38•ROMA•ZLR

(ANSA) - Na mesma quarta-feira (6) em que a economia da Itália voltou a entrar em recessão, o primeiro-ministro Matteo Renzi enviou uma carta para os parlamentares da base aliada pedindo "coragem" para mudar. No documento, o premier apresentou o projeto "Mil Dias", que tem como objetivo promover uma verdadeira revolução no país entre 1º de setembro de 2014 e o final de maio de 2017.

"Os dados negativos sobre o crescimento não devem nos levar à costumeira defesa dos nossos cargos. Devemos ter a coragem e a vontade de olhar a realidade: a Itália tem tudo para sair da crise, mas deve mudar", escreveu Renzi. Segundo o chefe de governo italiano, sua administração irá avançar com ainda mais disposição, apesar da queda de 0,2% no Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre deste ano. "Sem incertezas, sem medo, sem paradas. O processo de reformas começou. É um caminho sem volta", acrescentou.

O programa "Mil Dias" é dividido em 10 propostas, das quais cinco possuem caráter político: reformar a constituição para acabar com o bicameralismo paritário; criar uma nova lei eleitoral que estabeleça um vencedor claro ao fim de cada pleito; aumentar a voz da Itália em questões internacionais; refletir sobre o papel das escolas; e reduzir as despesas públicas.

As outras cinco ideias, segundo Renzi, possuem um perfil "administrativo". Elas incluem reformas trabalhista, fiscal, judiciária e da administração pública, além de um pacote de investimentos em infraestrutura, energia e redes digitais. "Essas 10 prioridades dão o tamanho do desafio que nos espera", afirmou o primeiro-ministro.

Além disso, o premier declarou que ao final dos mil dias, se a Itália tiver uma Justiça eficiente, uma tributação mais simples, uma administração digitalizada, um mercado de trabalho mais claro e menos ideológico, o país poderá voltar a crescer. "Mas depende apenas de nós. Os 'Mil Dias' são uma possibilidade concreta de fazer voltar a esperança e o crescimento", completou. (ANSA)
ANSA
Fonte ANSA 06/08/2014 ás 21h

Compartilhe

Matteo Renzi escreve carta e pede coragem para mudar