Mast realiza encontro sobre políticas científicas e agências de fomento

Fonte Ascom do Mast 14/03/2013 às 20h

Em razão das comemorações do Ano de Portugal no Brasil, o Museu de Astronomia e Ciências Afins (Mast/MCTI) promove, nos dias 21 e 22 de março, o Encontro Luso-brasileiro: políticas científicas e agências de fomento.

 

O evento é organizado pelos pesquisadores em História da Ciência Heloisa Maria Bertol Domingues, diretora interina do Mast, Alex Varela (Mast) e Maria Margaret Lopes (Universidade Estadual de Campinas), com o apoio do programa de Cooperação em Ciências Sociais para os Países de Língua Oficial Portuguesa (MCTI/CNPq) e do Mast.

O objetivo é discutir o papel das agências financiadoras no desenvolvimento das ciências e da tecnologia em ambos os países, desde meados do século XX até os dias atuais. O debate proposto por meio de palestras, oficinas de estudos e sessões abertas, se justifica pela preocupação em medir o paralelismo das políticas científicas do Brasil e de Portugal e a inserção de cada um deles países no contexto político internacional de desenvolvimento econômico e do incentivo às tecnologias e à inovação.

“No Brasil, as agências de fomento, como a Capes e o CNPq, nasceram em meados do século XX. Em Portugal, a organização de iniciativas e agências correlatas datam do período anterior à guerra e foram retomadas sob bases mais estruturadas no pós-guerra. Assim, interessa também a comparação de legislações, de grandes projetos político-científicos e as estratégias políticas de internacionalização dos dois países no cenário mundial, em diferentes momentos históricos e na atualidade”, explica Heloisa Domingues.

O Encontro Luso-brasileiro ocorrerá das 09h30 às 18h, no Auditório do Prédio Anexo do Mast, na Rua General Bruce, 586, Bairro Imperial de São Cristóvão, Rio de Janeiro/RJ.

Para obter mais informações e conferir a programação clique aqui.

 

 

Ascom do Mast
Fonte Ascom do Mast 14/03/2013 ás 20h

Compartilhe

Mast realiza encontro sobre políticas científicas e agências de fomento