Manifestações do Dia do Trabalho mobilizam venezuelanos

Fonte Agência Brasil* 01/05/2013 às 17h

 

Brasília – Os venezuelanos ocupam, desde o início da manhã de hoje (1º), o centro da capital Caracas em comemoração ao Dia Internacional do Trabalho e ao primeiro ano desde que entrou em vigor a Lei Orgânica do Trabalho. Assinada pelo então presidente Hugo Chávez, o texto legal determinou o pagamento em dobro da indenização em caso de demissão imotivada, jornada de trabalho máxima de 40 horas semanais e o fim da terceirização na contratação de mão de obra.

Ontem (30), tanto governo quanto oposição convocaram a população do país para marchar nos atos em homenagem ao trabalhador. O presidente Nicolás Maduro usou os meios de comunicação estatais e postou mensagens no Twitter para mobilizar a população que o apoia e partidários do governo. O candidato derrotado nas eleições presidenciais, há duas semanas, Henrique Capriles, que é governador do estado de Miranda, convocou uma mobilização na cidade de Chacao, localizada no distrito metropolitano de Caracas.

Há duas semanas, depois do resultado das urnas, eleitores de Capriles fizeram diversos protestos em Caracas e em outras cidades do país, atendendo à convocação do opositor ao governo para fazer "panelaços" contra o resultado. Houve enfrentamentos dos manifestantes com a polícia e, segundo o governo, dez pessoas morreram e 78 ficaram feridas.

*Com informações da agência pública de notícias da Venezuela, AVN

Agência Brasil*
Fonte Agência Brasil* 01/05/2013 ás 17h

Compartilhe

Manifestações do Dia do Trabalho mobilizam venezuelanos