Manifestação contra concessão do Maracanã reúne 300 pessoas no Rio

Fonte Agência Brasil 11/04/2013 às 16h

 

Rio de Janeiro - Cerca de 300 pessoas, de acordo com a Polícia Militar, concentram-se desde o início da manhã de hoje (11) em frente ao Palácio Guanabara, onde serão abertos os envelopes da licitação de concessão do Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã, à iniciativa privada.

Os manifestantes fecharam uma das faixas do sentido zona sul da Rua Pinheiro Machado. Eles protestam contra a concessão do estádio, segurando faixas com os dizeres "Fora Cabral" e "O Rio contra a privatização do Maracanã". O protesto também se opõe à demolição da Escola Municipal Friedenreich, que dará lugar a parte do novo complexo esportivo.

Entre os manifestantes há representantes do movimento estudantil, de grupos sindicais e pessoas com as bandeiras dos partidos PSTU e PSOL, além de indígenas que foram retirados do antigo Museu do Índio, que também fará parte do complexo. Policiais militares e guardas municipais acompanham o protesto e bloqueiam o acesso ao Palácio Guanabara, sede do governo estadual.

Por causa do impedimento ao acesso dos manifestantes, os deputados estaduais Janira Rocha e Marcelo Freixo (ambos do PSOL) interromperam a abertura dos envelopes, com base no argumento de que o edital prevê que o procedimento seja feito com a presença de representantes da população.

Quatro manifestantes foram escolhidos para representar o grupo e já entraram no palácio.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 11/04/2013 ás 16h

Compartilhe

Manifestação contra concessão do Maracanã reúne 300 pessoas no Rio