Magic Paula entra para o Hall da Fama da FIBA

Fonte Ascom – Ministério do Esporte 28/05/2013 às 20h

 

A ex-jogadora Maria Paula Gonçalves da Silva, a Magic Paula, entrou para o Hall da Fama da Federação Internacional de Basketball (FIBA). O anúncio oficial foi feito na segunda-feira (27.05), pelo Secretário Geral da entidade, Patrick Baumann, em Genebra, na Suíça. Paula se junta à Hortência, Amaury Pasos, Oscar Schmidt e Togo Renan Soares, o Kanela, na lista dos imortais do basquete mundial. A cerimônia de premiação está marcada para o dia 19 de junho.

“É o reconhecimento de uma trajetória vitoriosa no basquete, marcada por muito trabalho, muito esforço e dedicação. Quero dividir esse prêmio com minhas companheiras, meus técnicos, minha família e todas as pessoas que de alguma forma me ajudaram e apoiaram. É gratificante ser lembrada quase 14 anos após deixar as quadras”, disse Paula.

Dos 28 anos de carreira, Paula defendeu por 22 a seleção brasileira, tendo disputado 150 partidas oficiais e marcado 2.537 pontos. Estreou com a camisa verde e amarela aos 17 anos no Campeonato Sul-Americano no Peru, em 1977. Sua última competição oficial foi a Copa América no Brasil, disputada em São Paulo, em 1989.

“Com certeza, o título do Mundial da Austrália foi o título mais importante da minha carreira e de uma geração. Já a medalha de ouro no Pan de Havana, contra a seleção de Cuba e diante do presidente Fidel Castro, foi o momento mais marcante”, lembrou Paula.

Entre suas principais conquistas estão o título do Campeonato Mundial da Austrália (1994), a medalha de prata nos Jogos Olímpicos Atlanta 1996 e a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos Havana 1991.

O presidente da Confederação Brasileira de Basketball (CBB), Carlos Nunes, destacou a premiação recebida pela ex-atleta da seleção brasileira.

“Magic Paula merece esse prêmio porque foi uma das mais talentosas jogadoras do basquete mundial. Graças a seu talento, dedicação e profissionalismo, junto com as companheiras de sua geração, o basquete feminino brasileiro se consagrou e conquistou alguns dos principais títulos. Esse prêmio é também mais um reconhecimento ao valor do atleta brasileiro", comentou Nunes.

Hall da Fama da FIBA
O Hall da Fama da FIBA foi inaugurado no dia 1º de março de 2007 para preservar a memória do basquete internacional. Na ocasião, a FIBA decidiu prestar uma homenagem póstuma e relacionou 19 pessoas, que contribuíram para o esporte, para estrear o memorial. Dentre os nomes escolhidos estavam os brasileiros Renato Righetto (árbitro), Antonio dos Reis Carneiro (ex-presidente da FIBA) e José Cláudio dos Reis (ex-diretor da CBB e ex-presidente da COPABA, atual FIBA Américas), os dois últimos como contribuidores.


Fonte: CBB

Ascom – Ministério do Esporte
Fonte Ascom – Ministério do Esporte 28/05/2013 ás 20h

Compartilhe

Magic Paula entra para o Hall da Fama da FIBA