Lucro da Petrobras tem queda de 17% em relação ao primeiro trimestre de 2012

Fonte Agência Brasil 27/04/2013 às 9h

Rio de janeiro - A Petrobras fechou os primeiros três meses do ano com lucro líquido de R$ 7,69 bilhões, uma queda de 17% em relação ao resultado dos primeiros três meses do ano passado, quando o lucro líquido foi R$ 9,2 bilhões. Em comparação ao quarto trimestre de 2012, o resultado ficou praticamente estável (R$ 7,7 bilhões) com retração de 1%, segundo nota da estatal.

Os resultados do primeiro trimestre do ano foram divulgados ontem (26) pela empresa. O resultado reflete, principalmente, a queda na exportação de petróleo verificada de janeiro a março, menor resultado operacional e “ausência de benefício fiscal”. O lucro operacional alcançou, nos primeiros três meses deste ano, R$ 9,8 bilhões, representando um aumento de 72% em relação ao trimestre anterior, devido aos reajustes de preços do diesel e da gasolina, menores custos de importação e redução das despesas operacionais.

Na comparação com o primeiro trimestre de 2012, o resultado operacional foi 16% inferior, refletindo maiores volumes de importação, o efeito da depreciação cambial (13%) e maiores despesas operacionais.

A Petrobras informou que a produção total de petróleo e gás natural ficou em 2,55 milhões de barris por dia na média do trimestre, resultado 2% inferior ao quarto trimestre de 2012. A estatal atribuiu a queda da produção “ao declínio natural dos campos e ao maior número de paradas para manutenção, concentradas no primeiro semestre do ano”.

Apesar da retração no lucro líquido, a estatal comemorou mais um recorde de produção do pré-sal, que atingiu 311 mil barris por dia em 17 de abril. Segundo a empresa, as novas descobertas foram: Sul de Tupi e Florim em áreas da Cessão Onerosa; Sagitário no pré-sal da Bacia de Santos; e Mandarim, no pós-sal do campo de Marlim Sul na Bacia de Campos.

A empresa informou que o Programa de Recuperação da Eficiência Operacional da Bacia de Campos apresentou ganhos de 34 mil barris por dia na produção de óleo e líquido de gás natural (LGN) no primeiro trimestre de 2013. O Programa de Otimização dos Custos Operacionais gerou resultados globais acima do previsto para o trimestre, resultando em uma economia de R$ 1,2 bilhão (1/3 da meta para todo o ano).

A Petrobras apresentou recorde de processamento de petróleo em suas refinarias, obtido em 7 de abril (2,14 milhões de barris por dia). Os investimentos nos três primeiros meses do ano totalizaram R$ 19,7 bilhões, 54% dos quais nas atividades de exploração e produção.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 27/04/2013 ás 9h

Compartilhe

Lucro da Petrobras tem queda de 17% em relação ao primeiro trimestre de 2012