Linhão do Tucuruí recebe licença de operação do Ibama

Fonte Ascom/Ibama 23/03/2013 às 10h

 

 

O Ibama emitiu a Licença de Operação nº 1135/2013, da Linha de Transmissão de 500Kv Oriximiná – Silves – Engenheiro Lechuga (lote C do Linhão Tucuruí), de responsabilidade da Concessionária Manaus Transmissora de Energia S. A. A LT tem cerca de 558 km de extensão e interliga a Subestação de Energia Oriximiná no Estado do Pará às subestações de Silves e Engenheiro Lechuga, no estado do Amazonas.

Esta licença exigiu um acompanhamento intensivo por parte da equipe técnica do Ibama, para a fase de implantação do empreendimento, que envolveu nove vistorias e elaboração de 30 documentos técnicos. Este procedimento foi conduzido pelo Núcleo de Licenciamento Ambiental do Amapá com acompanhamento realizado pela sede do instituto.

Também foi emitida a 1ª renovação da Licença de Operação nº 133/2011 em favor da Eletronorte, relativa à Linha de Transmissão em 230 kV do Sistema de Interligação Brasil – Venezuela (Subestação Boa Vista – Complexo Hidrelétrico de Guri) com extensão de 195 Km.

Dados de 2013 apontam que o Ibama emitiu para linhas de transmissão, além destas duas licenças, mais quatro licenças prévias, quatro licenças de instalação e três licenças de operação.

Entre estas, a Licença de Instalação nº 914/2013, para a Linha de Transmissão Salto Santiago – Itá – Nova Santa Rita, e as licenças prévias de Ribeirãozinho – Marimbondo II, em 500 kV, com aproximadamente 590 Km de extensão, que passa por 18 municípios nos três estados, entre Goiás, Mato Grosso e Minas Gerais; e a linha de transmissão Campina Grande III – Ceará Mirim II, que intercepta 24 municípios, sendo 11 no Rio Grande do Norte e 13 na Paraíba, com aproximadamente 192 Km.

 

Ascom/Ibama
Fonte Ascom/Ibama 23/03/2013 ás 10h

Compartilhe

Linhão do Tucuruí recebe licença de operação do Ibama