LIGA MUNDIAL 2012: Brasil demonstra poder de reação, mas é superado pela Polônia na estreia

Fonte Assessoria de Comunicação - CBV 19/05/2012 às 10h

LIGA MUNDIAL 2012: Brasil demonstra poder de reação, mas é superado pela Polônia na estreia

O Brasil já sentiu, na primeira partida, a emoção e o equilíbrio esperados na Liga Mundial neste ano de 2012. Na estreia, contra a Polônia, a equipe verde e amarela perdeu os dois primeiros sets, mostrou poder de reação, venceu os dois seguintes, mas acabou superada no tie-break. Os poloneses venceram, nesta SEXTA-FEIRA (18.05), com parciais de 25/22, 27/25, 25/27, 22/25 e 12/15, no Ricoh Coliseum, em Toronto, no Canadá.

Maior pontuador do jogo, com 26 acertos, o oposto Wallace foi um dos destaques da estreia do Brasil. Um dos jogadores da nova formação que esteve em quadra nesta sexta, Wallace é uma das revelações do voleibol brasileiro.

“Por ser o primeiro jogo, o nosso time ainda não está do jeito que gostaríamos. Estamos começando um entrosamento agora e é preciso um tempo para que a equipe se adapte e consiga fazer as coisas de maneira mais fácil. Vamos enfrentar dificuldades e passar por momentos fáceis e difíceis ao longo da competição. Temos que saber lidar com isso”, explicou o oposto.

Mesmo na derrota, Wallace tirou um lado positivo da partida contra a Polônia. “O time pensa sempre na vitória, mas valeu pela força de vontade de conseguir buscar um jogo depois de estar perdendo por 2 sets a 0. Mesmo sabendo que tínhamos a chance de vencer os dois sets que perdemos. Vamos aprender com os erros e a derrota não é só um ponto negativo”, afirmou Wallace.

O capitão da seleção brasileira, Bruno, destacou dois importantes pontos da equipe. “Esse foi apenas o primeiro jogo do ano e estamos com alguns problemas, como as ausências do Murilo, do Vissotto e do Giba, que estão machucados”, comentou Bruno, capitão do Brasil justamente durante a ausência de Giba, que se recupera de uma cirurgia na canela.

A volta de Ricardinho

O jogo desta sexta-feira marcou a volta do levantador Ricardinho ao time brasileiro. O jogador, que ficou cinco anos fora da equipe, começou a partida como titular e, apesar do resultado negativo, saiu de quadra satisfeito.

“Percebi um pouco do ritmo desse jogo de alto nível com os grandões, que fazia tempo que eu não sentia. Não deu, mas acho que foi uma estreia interessante e devagar vamos crescer e melhorar. Fizemos um excelente jogo. As substituições deram efeito e isso é importante. Para mim, foi uma emoção bem bacana”, afirmou Ricardinho.

Mais dois jogos no Canadá

O Brasil volta à quadra neste SÁBADO (19.05), às 17h (Horário de Brasília), para enfrentar o Canadá. E, no DOMINGO (20.05), encerra a participação na etapa canadense contra a Finlândia no mesmo horário. Os jogos também serão no Ricoh Coliseum e terão transmissão ao vivo dos canais SporTV e Esporte Interativo.

O JOGO

Depois do saque de Dante, o primeiro ponto do jogo saiu de um bloqueio do central Lucão. A mesma jogada se repetiu com o mesmo jogador e o Brasil marcou o segundo ponto. O Brasil seguiu no comando do placar e, após ponto de Dante, foi para o primeiro tempo técnico em vantagem: 8/6. O placar seguiu equilibrado e, em uma bola de segunda de Ricardinho, a seleção brasileira fez 11/9. E foi também no ataque de Dante que o Brasil foi para o segundo tempo técnico vencendo por 16/14. A Polônia encostou em 20/19 e Bernardinho parou o jogo. O adversário passou à frente em 23/22 e venceu o set por 25/22.

Os poloneses começaram melhor no segundo set e, no bloqueio, fizeram 2/1. Depois de uma grande defesa do líbero Serginho e ataque de Wallace, o Brasil assumiu o comando do marcador: 7/6. No erro de saque do adversário, a seleção brasileira fez 8/7 na primeira parada técnica. Lucão fez ace e aumentou a vantagem brasileira: 11/8. Dante levou o Brasil a 14/10 e o técnico da Polônia, Andrea Anastasi, parou o jogo. No segundo tempo técnico, a seleção verde e amarela liderava o placar: 16/13. Os poloneses viraram o placar e, quando fizeram 22/20, Bernardinho pediu tempo. Com Rodrigão no saque e bloqueio de Lucão, o Brasil fez 24/24. Mas a Polônia fechou em 27/25.

Os poloneses abriram 3/0 no início do terceiro set. Os brasileiros buscaram e empataram em 5/5. Pela primeira vez no jogo, a seleção da Polônia foi para o primeiro tempo técnico em vantagem: 8/6. O adversário fez 10/6 e Bernardinho pediu tempo. A Polônia seguiu à frente e, no segundo tempo técnico, vencia por 16/13. A equipe verde e amarela encostou no placar em 22/21 e o treinador da Polônia parou o jogo. Com Wallace, o Brasil fez 22/22. Novo empate em 24 pontos. No ace de Wallace, 26/25 para o Brasil e, novamente com o oposto, o time verde e amarelo venceu por 27/25.

O quarto set começou equilibrado. As duas seleções estiveram empatadas em 6/6 e o Brasil esteve à frente no primeiro tempo técnico: 8/7. Explorando o bloqueio brasileiro, a Polônia passou à frente em 12/11. No ataque para fora do adversário, a seleção brasileira empatou em 14 pontos e reassumiu a liderança do marcador na segunda parada técnica: 16/15. No ace de Jarosz, a Polônia empatou em 18/18. Com dois pontos seguidos de Sidão, no ataque e no bloqueio, a seleção brasileira fez 20/18 e, no erro da Polônia, o Brasil venceu o quarto set por 25/22.

O tie-break começou favorável aos poloneses, que abriram 3/1. Quando o placar apontou 5/2, Bernardinho pediu tempo. Mas a Polônia continuou melhor e, na virada de quadra, vencia por 8/3. O placar chegou a 9/3. Demonstrando grande poder de reação, o Brasil contou com boa sequência de saque de Sidão e jogadas inspiradas de Bruno e diminuiu a diferença para 9/7. Anastasi pediu tempo. Na volta, um bloqueio de Thiago Alves reduziu ainda mais a vantagem da Polônia. Mas os poloneses voltaram a embalar e venceram por 15/12.

EQUIPES

BRASIL – Ricardinho, Wallace, Sidão, Lucão, Dante e Maurício. Líbero: Serginho

Entraram – Theo, Bruno, Rodrigão e Thiago Alves

Técnico: Bernardinho

POLÔNIA – Nowakowski, Winiarski, Bartman, Kubiak, Zygadlo e Mozdzonek. Líbero – Ignaczak

Entraram – Jarosz, Kurek e Ruciak

Técnico: Andrea Anastasi

Assessoria de Comunicação - CBV
Fonte Assessoria de Comunicação - CBV 19/05/2012 ás 10h

Compartilhe

LIGA MUNDIAL 2012: Brasil demonstra poder de reação, mas é superado pela Polônia na estreia