LIGA MUNDIAL 2012: Bernardinho prevê confrontos difíceis no Grupo B

Fonte Assessoria de Comunicação - CBV 16/05/2012 às 22h
 Importante campeonato no calendário anual do voleibol, a Liga Mundial, nesse ano de 2012, ainda serve como uma forte preparação para a seleção brasileira masculina de vôlei antes dos Jogos Olímpicos de Londres. E, segundo o técnico Bernardinho, forte mesmo. O comandante do Brasil prevê partidas difíceis contra Polônia, Canadá e Finlândia, equipes que integram o Grupo B da Liga ao lado da seleção brasileira.

Neste primeiro final de semana, em Toronto, no Canadá, a seleção verde e amarela entrará em quadra nos dias 18, 19 e 20. O primeiro adversário, a Polônia, requer cuidados. Vice-campeão na Copa do Mundo do ano passado, quando o Brasil ficou com a terceira colocação, o time polonês demanda uma atenção especial de Bernardinho.

“A Polônia é o grande adversário da chave. É uma equipe que, certamente, é uma das candidatas a medalha em Londres e começa o trabalho com condições de brigar por uma medalha também na Liga Mundial”, afirmou o treinador brasileiro, que falou mais um pouco sobre o primeiro adversário na Liga Mundial.

“É uma equipe alta, forte, como todas oriundas do Leste Europeu, que têm uma tradição muito longa. Não conquistaram nenhum grande título, mas estão sempre próximo dos primeiros. Estão sempre no top 3 da história ou muito próximo disso. Dirigido por um grande treinador, Andrea Anastasi, italiano de grande experiência”, complementou Bernardinho.

Contra o Canadá, com quem o Brasil jogará na segunda partida, o técnico também espera dificuldades. “O Canadá é uma equipe muito perigosa. Primeiro, porque tem um excelente treinador, que é o Glenn Hoag, e eles têm um sistema norte-americano e taticamente jogam muito bem”, elogiou Bernardinho.

“Estão fazendo um trabalho de renovação muito bacana, e estão construindo jogadores importantes. É uma seleção que, às vezes, fica em um segundo escalão no continente em função da força das equipes com as quais eles jogam, como Estados Unidos e Cuba, por exemplo. Mas é um adversário que, na minha opinião, pode dar muito trabalho, pois taticamente joga muito bem e se posiciona de forma inteligente pra jogar”, comentou o treinador do Brasil.

No dia 20, a seleção enfrentará a Finlândia, adversário mais jovem, mas que Bernardinho chama atenção para um atual desenvolvimento. “A Finlândia é uma jovem força, que já nos bateu na Liga Mundial. Alguns jogadores estão nos campeonatos de fora, como o italiano e russo, têm experiência e não são mais jogadores que, como no passado, estão isolados na remota e gelada Finlândia”, destacou Bernardinho.

“Eu diria que a Finlândia pode parecer partir um pouco atrás, mas pode surpreender. Tem um grande treinador, o argentino Daniel Castellani, que foi campeão europeu com a Polônia, é nosso conhecido de longa data, desde a época de jogador no Brasil, e hoje é um treinador de muita capacidade”, complementou o comandante brasileiro.

Depois do Canadá, as quatro seleções se enfrentarão em Katowice, na Polônia, nos dias 1, 2 e 3 de junho. A terceira etapa será em São Bernardo do Campo (SP), no Brasil, nos dias 8, 9 e 10 de junho. E na quarta etapa as quatro equipes jogarão em Tampere, na Finlândia, nos dias 15, 16 e 17 de junho. A Fase Final acontecerá de 4 a 8 de julho, em Sofia, na Bulgária.

Assessoria de Comunicação - CBV
Fonte Assessoria de Comunicação - CBV 16/05/2012 ás 22h

Compartilhe

LIGA MUNDIAL 2012: Bernardinho prevê confrontos difíceis no Grupo B