LDB - Bauru supera Franca na final, e fica com título da competição sub-22

Fonte Liga Nacional de Basquete 03/03/2013 às 18h

 

Com direito a boa atuação do ala Gui Deodato, equipe comandada pelo técnico Hudson Previdelo se sagrou campeã da segunda edição do campeonato

O Paschoalotto/Bauru é o campeão da segunda edição da Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB). No início da tarde deste domingo, a equipe comandada pelo técnico Hudson Previdelo venceu o Vivo/Franca em uma partida equilibrada do início ao fim, pelo placar de 73 a 64, no Ginásio Nilson Nelson (DF), na grande da final da competição nacional para garotos até 22 anos de idade.

Após ficar com o vice-campeonato no último ano (0 Flamengo ficou com o título), os bauruenses fizeram uma campanha praticamente perfeita nesta temporada. Os campeões fecharam sua participação no campeonato, com oito vitórias e apenas uma derrota, justamente para os francanos, em duelo válido pela segunda fase do torneio.

O grande destaque do jogo decisivo deste domingo foi Gui Deodato. O ala bauruense anotou 23 pontos, com direito a sete tiros certeiros da linha de três pontos, e foi cestinha do confronto, além de apanha nove rebote.

"Estou muito feliz. O trabalho que essa equipe fez foi maravilhoso, principalmente psicológico. Não tivemos muito tempo para nos preparamos, mas mesmo assim viemos aqui e tivemos muita raça e vontade para sairmos campeões. Esse grupo é excepcional e está todo mundo de parabéns", disse Gui.

Além do atual bicampeão do Torneio de Enterradas, Andrezão, que cravou um duplo-duplo, com imponentes 19 pontos e 15 rebotes, e Ricardo Fischer, autor de seis pontos e nove assistências, também foram fundamentais para o título bauruense.

Pelo lado francano, os maiores pontuadores foi o ala/armador Cauê Borges, autor de 17 pontos. Os vice-campeões fecharam sua participação na LDB com sete vitórias e duas derrotas.

"Perdemos nos detalhes. Pecamos em alguns aspectos. Sabíamos da característica de alguns jogadores do Bauru, mas não conseguimos anulá-los. Nosso time era mais jovem do que o deles, e isso pode ter pesado um pouco também", explicou o ala/armador Jefferson Socas, que deixou a quadra com nove pontos, sete rebotes e cinco assistências.

Flamengo fica com terceiro lugar

Na disputa pelo terceiro lugar, Flamengo e São José/Unimed fizeram uma partida histórica. Pela primeira vez na história, um confronto válido pela LDB foi decidido após duas prorrogações.Melhor para o time rubro-negro, que venceu os joseenses, por 82 a 79, e ficou com a medalha de bronze do torneio.

O confronto ainda teve outro fato inédito. Gegê, armador carioca, fez o primeiro triplo-das duas edições da competição sub-22. O jogador registrou 14 pontos, 12 rebotes e dez assistências, e liderou o triunfo flamenguista em solo brasiliense.

"O triplo-duplo não era o resultado que eu queria, eu queria ser campeão, mas infelizmente não deu. Mesmo assim, viemos aqui hoje para ficar com este terceiro lugar e estou muito feliz que conseguimos. O triplo-duplo foi consequência do grupo todo está de parabéns", disse o dono do jogo, Gegê.

Enquanto isso, os destaques joseenses foram Ícaro, com 18 pontos e nove rebotes, e o pivô Erick Camilo, que registrou um duplo-duplo, ao anotar 16 pontos e apanhar 11 rebotes.

Prêmios

Após a partida que decidiu o campeão da LDB, a Liga Nacional de Basquete entregou os prêmios individuais e coletivos do campeonato. Foram premiados os jogadores mais eficientes e com mais assistências e rebotes, além das equipes mais eficientes e com menor número de erros.

Das mãos do técnico da Seleção Brasileira, Rubén Magnano, o pivô bauruense Andrezão foi premiado como atleta mais eficiente do campeonato. Em sete jogos disputados, o jogador somou média de 24,5 pontos de eficiência.

Nas assistências, o troféu ficou com Gegê. O armador flamenguista teve média de 8,6 passes decisivos no campeonato e recebeu o troféu do vice-presidente da Liga Nacional de Basquete, João Fernando Rossi. Enquanto isso, o melhor nos rebotes foi o pivô Ronald, do Uniceub/BRB/Brasília.

Para fechar, os prêmios coletivos ficaram com Bauru e Flamengo. Os campeões da LDB foram o time mais eficiente da competição, com 105,2 pontos de eficiência em média, enquanto que os cariocas foram a equipe com menos erros no torneio, já que desperdiçaram apenas 11,8 bolas por jogo.

     

Liga Nacional de Basquete
Fonte Liga Nacional de Basquete 03/03/2013 ás 18h

Compartilhe

LDB - Bauru supera Franca na final, e fica com título da competição sub-22