Kaspersky Lab se une a Interpol na luta contra o cibercrime

Fonte JeffreyGroup 06/04/2013 às 11h

Companhia cederá seus principais analistas para trabalharem em conjunto com o Global Complex for Innovation

São Paulo, Abril de 2013 – A Kaspersky Lab irá colaborar com o departamento de inovação da Interpol, o Global Complex for Innovation (IGCI). O anúncio foi feito durante uma reunião celebrada na sede da Kaspersky Lab em Moscou entre Eugene Kaspersky, CEO da companhia, Ronald Noble, Secretário-Geral da INTERPOL, e Noboru Nakatani, Director Executivo do IGCI.

Como parte do acordo de cooperação a Kaspersky Lab compromete-se a ceder seus principais analistas para trabalharem em conjunto com IGCI assim que o órgão estiver operante, em 2014. Além de proporcionar um amplo suporte funcional e de inteligência contra as ciberameaças, a Kaspersky Lab também ajudará o IGCI a aumentar a capacidade dos organismos encarregados de assegurar o cumprimento das leis em todo mundo.

O IGCI será responsável por equipar e dar suporte às autoridades policiais internacionais que cuidam do crime cibernético. A organização dará as ferramentas e conhecimentos necessários para o combate as ciberameaças do século XXI, ajudando a identificar os criminosos e oferecendo formação inovadora e apoio operativo para a aplicação da lei em todo mundo.

"Estou muito satisfeito com o resultado desta reunião. Sempre apoiei a criação do que eu chamava uma Internet-Interpol durante mais de uma década, e por fim isso irá acontecer. Em breve, os cibercriminosos não terão onde se esconder, vamos apertar o cerco", afirmou Eugene Kaspersky, CEO da companhia.

Noboru Nakatani, director executivo do IGCI, ressaltou que "o forte apoio para o departamento de inovação da Interpol expressado por Eugene Kaspersky e pela Kaspersky Lab facilitará a aplicação da lei nos 190 países membros. Com esta colaboração, poderemos contribuir com a experiência necessária para gerar um meio seguro e proteger o ciberespaço, levando os cibercriminosos a justiça".

Já o Secretário-Geral da Interpol, Ronald Noble, afirmou que o crime multinacional não pode ser combatido de forma isolada e é essencial a experiência e o apoio do setor privado. “A luta contra o cibercrime exige que a polícia, tanto nacional como internacional, trabalhe com o setor privado, em particular com líderes como a Kaspersky Lab, a fim de manter a segurança na rede".

Durante a reunião também foram discutidos o crime virtual e as ciberameaças emergentes além da importância dos esforços coletivos na luta contra os cibercriminosos para fazer da Internet um lugar mais seguro.

Sobre a Kaspersky Lab

A Kaspersky Lab é o maior fornecedor privado de soluções de proteção de endpoints do mundo. A empresa está classificada entre os quatro principais fornecedores de soluções de segurança para usuários de endpoints do mundo*. Durante os seus mais de 15 anos de história, a Kaspersky Lab continua sendo inovadora em segurança de TI e fornece soluções de segurança digital eficientes para consumidores, pequenas e médias empresas e grandes corporações. Com sua empresa matriz registrada no Reino Unido, atualmente a Kaspersky Lab opera em quase 200 países e territórios ao redor do globo, fornecendo proteção para mais de 300 milhões de usuários em todo o mundo. Saiba mais em http://brazil.kaspersky.com.

*A empresa ficou na quarta posição na classificação da IDC de Worldwide Endpoint Security Revenue by Vendor (Receita em segurança de endpoints no mundo por fornecedor), 2011. Essa classificação foi publicada no relatório da IDC "Worldwide Endpoint Security 2012-2016 Forecast and 2011 Vendor Shares (Previsão de 2012-2016 de segurança de endpoints em todo o mundo e participações de fornecedores em 2011) (IDC #235930, julho de 2012). O relatório classificou os fornecedores de software de acordo com as receitas de vendas de soluções de segurança de endpoints em 2011.

JeffreyGroup
Fonte JeffreyGroup 06/04/2013 ás 11h

Compartilhe

Kaspersky Lab se une a Interpol na luta contra o cibercrime