Judocas brasileiros comentam expectativa pelos Jogos de 2016

Fonte Brasil 2016 07/08/2014 às 9h
A dois anos do início dos Jogos do Rio 2016, o espírito olímpico toma conta dos brasileiros que terão a honra e a responsabilidade de defender as cores do País.

Os atletas mais experientes, assim como os mais novos, têm primeiramente o desafio de confirmar as suas vagas na competição. Mas, no segundo momento, todos querem uma medalha competindo em casa. Sem dúvida, uma oportunidade única.

“Estou muito motivado para essas Olimpíadas, quando terei a oportunidade de ganhar minha terceira medalha. Será um momento mágico se eu alcançar essa meta aqui no Brasil. Isso é o meu combustível, o que me motiva todos os dias a enfrentar os treinamentos”, contou Tiago Camilo, judoca de 32 anos da categoria médio (90kg), e que já tem seu nome marcado na história do esporte olímpico brasileiro graças à medalha de prata nos Jogos de Sydney, em 2000 (73kg), e à de bronze nos Jogos de Pequim, em 2008 (81kg).

"Penso nos Jogos Olímpicos de 2016 todos os dias. Mantenho o foco nos treinos e nas competições para que eu possa conseguir a vaga e realizar o sonho de lutar uma Olimpíada na minha cidade e, se Deus quiser, conquistar uma medalha”, disse a carioca Rafaela Silva, atual campeã mundial da categoria leve (57kg).

O planejamento que começou a ser feito em 2009 está chegando perto do fim, já que no fim deste ano será disputada a última seletiva para a seleção principal neste ciclo olímpico. E as metas já estão traçadas.

“Estamos aguardando essa festa muito ansiosos. O judô se prepara há muito tempo para isso, seguindo à risca todo o planejamento. Agora estamos ajustando os detalhes para que tenhamos uma participação marcante dos nossos atletas. Que venham as Olimpíadas! Estamos preparados!”, disse o presidente Paulo Wanderley Teixeira.

Os integrantes da comissão técnica fazem coro às palavras do presidente. "Nossa meta é superar o melhor resultado que já tivemos em Olimpíadas, que foi o de Londres-2012, com quatro medalhas, sendo uma de ouro e três de bronze. Esperamos chegar aos Jogos do Rio com o grupo mais forte possível. E até agora estamos cumprindo todo planejamento e identificando a evolução dos nossos atletas", explicou Ney Wilson, gestor técnico de alto rendimento.

"O judô brasileiro tem uma grande responsabilidade por tudo que tem conquistado. Daqui a dois anos entramos todos juntos no tatame para lutar por nossas medalhas e fazer história mais uma vez. Vamos que vamos rumo a Rio 2016!", comentou Rosicleia Campos, técnica da seleção feminina.
Brasil 2016
Fonte Brasil 2016 07/08/2014 ás 9h

Compartilhe

Judocas brasileiros comentam expectativa pelos Jogos de 2016