Itália registra primeira morte causada pela gripe A

Fonte Ansa Flash 19/11/2009 às 0h
A Itália registrou a primeira morte causada pela gripe A (H1N1) dentro do país. A vítima é um homem de 51 anos que faleceu na noite de ontem no hospital Domenico Cotugno, em Nápoles.

O italiano morava no bairro de Secondigliano e apresentava um quadro de saúde delicado devido a outras doenças que possuía, como cardiomiopatia dilatada, insuficiência renal aguda e broncopneumonia.

A vítima, identificada pelas inicias D.G., nunca viajou ao exterior. Os médicos acreditam que ele pode ter contraído a doença durante as várias internações que fez.

Desse modo, o vírus A (H1N1) pode não ter sido o fator determinante para a morte. "[O falecimento, ndr.] não foi causado pelo vírus, mas pela debilitação pré-existente do paciente", informou a instituição.

Atualmente, na Itália, há outra pessoa com a doença em estado grave. Conhecido pelas iniciais F.F., o jovem de 24 anos foi internado nos últimos dias no hospital San Gerardo, localizado em Monza e especializado em doenças respiratórias.

O italiano, que vive em Parma, apresentou sintomas da nova gripe após passar duas semanas em férias na cidade de Riccione.

O primeiro caso da gripe A (H1N1) no país foi registrado em 2 de maio, em um homem de 50 anos que viajou ao México.

Em 26 de julho, um italiano que vivia na Argentina morreu em decorrência da doença, tornando-se o primeiro cidadão do país a falecer.

De acordo com o último relatório do Centro Europeu de Controle e Prevenção de Doenças (ECDC), até o momento foram detectados 2.058 contágios na Itália. O Ministério da Saúde já informou que iniciará, em breve, uma campanha de vacinação, que visa imunizar 24 milhões de pessoas.
Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Itália registra primeira morte causada pela gripe A