Itália convoca embaixador na Índia para discutir prisão de militares

Fonte ANSA flash 18/05/2012 às 21h
O governo italiano voltou a convocar seu embaixador na Índia, Giacomo Sanfelice, para consultas sobre o caso da prisão de dois marinheiros italianos acusados de matar dois pescadores indianos, após confundi-los com piratas, informou o Ministério das Relações Exteriores.

A Chancelaria, divulgou, por meio de uma nota oficial, que, "diante da evolução dos acontecimentos em Kerala e das acusações criminais contra os dois militares italianos Massimiliano Latorre e Salvatore Girone, o embaixador em Nova Délhi, Giacomo Sanfelice, foi chamado a Roma para consultas com o governo".

Segundo o sobrinho de Latorre, Christian D´Addario, que se pronunciou em nome da família do militar, "o que aconteceu hoje não é nada mais nada menos do que esperávamos. Sabíamos que à detenção preventiva se seguiriam as acusações, mas o que pedimos ao governo é que comece a bater os punhos na mesa".

Os dois oficiais italianos, que faziam a segurança de um navio pesqueiro, foram presos sob acusação de terem matado dois pescadores indianos que teriam sido confundidos com piratas.

As autoridades dos dois países discordam quando à jurisdição do caso. Enquanto a Índia diz que os militares devem ser julgados pela lei local, a Itália argumenta que eles devem ser repatriados por estarem em águas internacionais.
ANSA flash
Fonte ANSA flash 18/05/2012 ás 21h

Compartilhe

Itália convoca embaixador na Índia para discutir prisão de militares