Investimento federal aquece turismo religioso baiano

Fonte Ascom/MTur 02/03/2013 às 11h

 

MTur injeta R$ 5,4 milhões na revitalizaçao do Largo de Roma, em Salvador

Brasília (DF) – No ano da Jornada Mundial da Juventude, destinos turísticos ligados à fé estão em alta no país. Enquanto o Rio de Janeiro se organiza para receber aproximadamente 2,5 milhões de turistas brasileiros e do exterior no evento, entre 23 e 28 de julho, o Brasil inteiro se prepara para atender à demanda por atrativos, rotas e roteiros ligados à peregrinação e à religião.

Em Salvador (BA), o Largo de Roma, na Cidade Baixa, será inteiramente revitalizado por meio de contrato, celebrado com o Ministério do Turismo, no valor de R$ 5,4 milhões. O logradouro abriga o Memorial e o Santuário de Irmã Dulce, a primeira santa brasileira, falecida em 1992 e beatificada em 2011. De acordo com a organização filantrópica Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), em 2012 o memorial recebeu 85,8 mil visitantes, mais que o dobro que os 38,1 mil registrados em 2010, antes da beatificação.

Segundo o secretário nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo do MTur, Fábio Mota, a obra deve equipar o espaço público com nova infraestrutura para receber o crescente número de visitantes da região, onde também está localizada a Igreja do Nosso Senhor do Bonfim – templo católico de fluxo turístico já consolidado. “O objetivo é dar condições para que o local consolide seu crescimento em número de visitantes e excelência no atendimento ao turista, com atenção especial às questões importantes para a população, como a reorganização do fluxo de trânsito no local”, defendeu Mota.

A área da intervenção é definida por uma poligonal que inclui a Praça da Bandeira e seu sistema viário, incluindo dez ruas e avenidas. A infraestrutura de lazer vai ganhar parque infantil, mobiliário urbano, nova iluminação pública e cênica, projeto de paisagismo, melhorias das condições de acessibilidade e outras benfeitorias urbanísticas, como áreas de estacionamento e sinalização turística. De acordo com o diretor de Projetos, Acompanhamento e Controle da Secretaria de Turismo do Estado da Bahia, Antônio Sérgio Franco de Souza, a previsão é que a obra seja concluída até junho.

Para Maria Rita Pontes, superintendente da OSID, a revitalização permitirá a “reintegração da segunda maior praça de Salvador ao Santuário Irmã Dulce”, facilitando a circulação de turistas na região que reúne acervo permanente sobre a vida e as ações sociais empreendidas pela religiosa.

VISITANTES De acordo com estimativas do Departamento de Estudos e Pesquisas do Ministério do Turismo, aproximadamente 15 milhões de brasileiros estão interessados em destinos religiosos no país.

Para cerca de 2% dos 58,9 milhões de brasileiros que realizaram 191 milhões de viagens domésticas no Brasil em 2011, o motivo da principal viagem anual foi “religião”. Portanto, pelo cálculo, pelo menos 1,17 milhão de brasileiros realizaram 3,82 milhões de viagens domésticas com foco no turismo religioso em 2011. O dado foi apontado pelo Estudo da Demanda Turística Doméstica, encomendado pelo MTur à Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE).

Entre os turistas estrangeiros, a demanda também existe: segundo o Estudo da Demanda Turística Internacional (MTur/Fipe), 0,3% das 5,4 milhões de chegadas de viajantes internacionais em 2011 tiveram motivos de viagem ligados à peregrinação, à fé e à religião.

DESTINOS-CHAVE Segundo a Coordenação-Geral de Segmentação do MTur, estão entre os eventos/destinos mais consolidados no segmento no país, hoje: Círio de Nazaré (Belém, PA), Romaria à Juazeiro (Juazeiro do Norte, CE), Romaria à Aparecida (Aparecida, SP), Romaria à Nova Trento (Nova Trento, SC) e peregrinações às cidades barrocas mineiras e baianas (Ouro Preto, Mariana, Congonhas do Campo e Salvador).

Para o Rio de Janeiro, sede da Jornada Mundial da Juventude deste ano, o Ministério do Turismo também dedica esforços. A pasta empenhou, por meio do Pacto de Desenvolvimento do Turismo, R$ 1,8 milhão para a reforma do Cristo Redentor, símbolo do turismo carioca e nacional. O objetivo é atender ao fluxo de visitação que o monumento receberá durante o evento, para o qual espera-se jovens de mais de 180 países. A Jornada da Juventude deve gerar impactos turísticos a outras regiões brasileiras, considerando que em pelo menos cinco dias, dos onze de programação do evento, os participantes devem se dedicar a conhecer o Brasil.

 

Ascom/MTur
Fonte Ascom/MTur 02/03/2013 ás 11h

Compartilhe

Investimento federal aquece turismo religioso baiano