Into realiza 143 cirurgias de joelho em mutirão

Fonte Into 26/04/2013 às 8h

Ação beneficia pacientes que aguardavam para colocação de prótese no joelho, principal demanda por cirurgia do Instituto

O Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into) concluiu no último sábado (dia 20/04), um mutirão para acelerar a fila de cirurgias de joelho, a principal demanda de cirurgia do Instituto. A ação beneficiou 143 pacientes que aguardavam pelo procedimento de atroplastia primária, intervenção que substitui a articulação desgastada do joelho por uma prótese.

Segundo o chefe do Centro de Cirurgia de Joelho, o ortopedista Hugo Cobra, o resultado foi bem acima do esperado. “Tudo correu bem e conseguimos finalizar com um saldo bastante positivo de 143 cirurgias em apenas uma semana, 43% acima da previsão inicial. Todos os pacientes estão bem, a maioria já teve alta, e agora serão acompanhados no ambulatório e na reabilitação”, afirmou.

Foram operados pacientes com artrose e artrites que tiveram a articulação desgastada devido a vários problemas, como desvio do eixo da perna e obesidade, necessitando da substituição articular por prótese para aliviar a dor e restabelecer a função do joelho.O Into realiza cerca de mil cirurgias de joelho por ano, sendo a maioria de artroplastia primária total.

Esse foi o quinto mutirão de cirurgias realizado este ano no Into, beneficiando, no total, 357 pacientes. Na primeira semana de abril foram realizadas 78 cirurgias (29 bilaterais) em 49 crianças no mutirão de ortopedia pediátrica.

Em março, o Into conseguiu zerar a fila de tumor ósseo com a realização de 28 cirurgias. Em fevereiro, o primeiro mutirão atendeu 107 pacientes que necessitavam de colocação de prótese no quadril. No mesmo mês, um mutirão de coluna operou 30 pacientes graves com escoliose.

A iniciativa em realizar os mutirões faz parte de um conjunto de medidas determinadas pelo Ministério da Saúde para ampliar a capacidade de atendimento do Into e reduzir o tempo de espera por cirurgias ortopédicas no Rio de Janeiro.

Fisioterapia pré-operatória

Outra ação importante que teve início no mutirão foi o início do programa de fisioterapia pré-operatória na Unidade de Reabilitação do Into, com o objetivo de fortalecer o membro não operado e fornecer aos pacientes conhecimentos necessários para que eles pratiquem os exercícios em casa.

Into
Fonte Into 26/04/2013 ás 8h

Compartilhe

Into realiza 143 cirurgias de joelho em mutirão